Dólar sobe ligeiramente ante real

Getty Images
Durante a maior parte do dia, o dólar subiu com força contra uma cesta de moedas, com operadores otimistas após dados fortes sobre empregos nos Estados Unidos na sexta-feira (1)

O dólar fechou hoje (4) com leve alta ante o real, acompanhando o movimento da divisa contra outras moedas, em semana com pauta intensa no exterior.

LEIA MAIS: Dólar sobe ante real acompanhando exterior

A moeda norte-americana avançou 0,29%, a R$ 3,6728 na venda. Na mínima da sessão, chegou a R$ 3,6605 e, na máxima, a R$ 3,6890. O dólar futuro subia 0,23%.

Durante a maior parte do dia, o dólar subiu com força contra uma cesta de moedas, com operadores otimistas após dados fortes sobre empregos nos Estados Unidos na sexta-feira (1).

No entanto, a moeda reduziu ganhos acompanhando movimento externo após a divulgação do resultado de encomendas à indústria de novembro, que apresentou ligeira queda, decepcionando investidores que projetavam uma alta no indicador.

Amanhã (5), Trump fará perante o Congresso o tradicional discurso de Estado da União, em que deve falar sobre o impasse que levou à paralisação parcial do governo dos EUA, além de dar atualizações sobre as negociações comerciais com a China.

Também seguem no radar do mercado possíveis negociações da premiê britânica, Theresa May, relativas ao Brexit e a participação do chair do Federal Reserve, Jerome Powell, em um evento na quarta-feira (6).

VEJA TAMBÉM: Dólar fecha quase estável ante real, a R$ 3,66

No lado doméstico, o mercado digeriu definições no Congresso. Como já esperado e precificado, Rodrigo Maia (DEM-RJ) foi reeleito presidente da Câmara na sexta-feira. A surpresa ficou para o sábado (2), quando Davi Alcolumbre (DEM-AP) venceu a disputa pelo comando do Senado.

No geral, o nome de Alcolumbre foi bem recebido pelo mercado, que vê como positiva a proximidade dele ao ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, de quem é aliado, para fazer avançar a agenda de reformas. Lorenzoni é o principal articulador do governo com o Congresso.

Para analista de câmbio Ricardo Gomes da Silva, da Correparti Corretora, o resultado traz um alívio ao mercado, pela alternância na presidência do Senado e pela chance de a casa ter um comando mais alinhado ao governo. “Há um certo contentamento, um horizonte de esperança do investidor com relação à condução e à aprovação das principais reformas nas duas casas”, disse.

Em sua primeira mensagem ao Congresso, o presidente Jair Bolsonaro defendeu que uma proposta “moderna” e “fraterna” de reforma da Previdência será responsável por um grande impulso para melhoria do ambiente econômico do país.

E AINDA: Dólar tem pouca variação ante real

O Banco Central vendeu nesta sessão 10,33 mil swaps cambiais tradicionais, equivalentes à venda futura de dólares. Desta forma, rolou US$ 1,033 bilhão do total de US$ 9,811 bilhões que vencem em março.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).