Negócios com bitcoin caem ao menor nível em 2 anos

Mike Segar/Reuters
A criptomoeda perdeu mais de 70% de seu valor desde dezembro de 2017

O volume de negócios com o bitcoin caiu ao menor nível em dois anos em março, afirmou a empresa de moedas digitais TradeBlock em relatório atingido por preocupações de investidores sobre crescente pressão regulatória. O volume de negócios com bitcoin nas cinco principais bolsas de moedas digitais totalizou US$ 2,14 bilhões no mês passado, menor nível desde abriu de 2017, quando o volume foi de apenas US$ 845,7 milhões. A criptomoeda perdeu mais de 70% de seu valor desde que atingiu um pico de quase US$ 20 mil em dezembro de 2017, uma queda que se espalhou para outras moedas digitais.

LEIA MAIS: Bitcoin sobe 20% após compra misteriosa

Uma ofensiva regulatória global liderada pela Securities and Exchange Commission (SEC) dos Estados Unifos criou preocupações sobre um maior nível de fiscalização e sobre a aceitação de moedas digitais como meios de pagamento.

No início desta semana, porém, o bitcoin recuperou parte de força, avançando quase ao maior nível em cinco meses, a US$ 5.345 na plataforma Bitstamp. A valorização decorreu de uma grande ordem feita por um comprador anônimo, que disparou um movimento frenético de negócios automáticos, disseram analistas.

A TradeBlock afirmou no relatório que conforme os volumes de negócios da bitcoin caíram, bolsas digitais começaram a aumentar o número de ativos listados. O levantamento citou a Coinbase, que historicamente lista menos ativos que seus pares, aceitando duas novas moedas, Ripple e Stellar Lumens – ao longo dos últimos meses.

O volume de negócios da Coinbase em março foi de US$ 1,6 bilhão, menor nível em dois anos, segundo os dados da TradeBlock. O levantamento da TradeBlock também mostrou que conforme os volumes de negócios encolheram, as bolsas de moedas digitais começaram a aumentar tarifas em 2018 e 2019. “Um aumento das tarifas é algo dentro das expectativas diante da estratégia das bolsas de proteger receitas em um ambiente de contínua queda nos volumes”, disse a TradeBlock.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Forbes no Facebook: http://fb.com/forbesbrasil
Forbes no Twitter: http://twitter.com/forbesbr
Forbes no Instagram: http://instagram.com/forbesbr

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).