Petrobras aprova programa de demissão voluntária

Reuters
Petroleira estima 4,3 mil adesões no novo processo

A Petrobras informou que seu Conselho de Administração aprovou um novo programa de desligamento voluntário, com estimativa de participação de 4,3 mil empregados, segundo comunicado na noite de ontem (25).

LEIA MAIS: Petrobras diz que Caixa pode vender fatia na empresa

Serão elegíveis empregados da Petrobras Controladora que estejam aposentados pelo INSS até junho de 2020, quando se encerram as inscrições. A companhia estima que a implantação da medida terá custo de R$ 1,1 bilhão, enquanto o retorno esperado é de R$ 4,1 bilhões no período 2019-2023.

“O efeito nas demonstrações financeiras ocorrerá à medida em que as adesões se efetivarem”, afirmou a Petrobras, destacando que o programa também tem como objetivo “promover a renovação nos quadros da companhia quando for identificada essa necessidade.”


Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).