AB Inbev quer captar US$ 5 bi em IPO na Ásia-Pacífico

Francois Lenoir/Reuters
A AB InBev relançou o IPO este mês após cancelar o plano para uma oferta maior da unidade em julho

A cervejaria AB InBev precificou o IPO de sua unidade Ásia-Pacífico em Hong Kong na parte inferior da faixa sugerida, para captar cerca de US$ 5 bilhões, indicando que as ofertas podem ter avaliações reduzidas para terem sucesso conforme protestos na cidade irritam investidores.

LEIA MAIS: AB Inbev está proibida de comercializar cervejas em Nova Déli

A Anheuser-Busch InBev NV (AB InBev), maior cervejaria do mundo, relançou a oferta inicial (IPO) este mês após cancelar o plano para uma oferta maior da unidade em julho, citando “vários fatores, incluindo as condições predominantes do mercado”.

Separadamente, a Topsports International, empresa de roupas esportivas da varejista de calçados chinesa Belle International, lançou hoje (24) um IPO em Hong Kong de até US$ 1,2 bilhão, de acordo com documento visto pela Reuters.

As ofertas da AB InBev e da Topsports estão entre IPOs recentes tidos como testes para o apetite dos investidores, após protestos antigovernamentais que assolam Hong Kong há quase quatro meses.

Os mercados em geral também estão no limite em meio a uma disputa comercial entre Estados Unidos e China, além de desacelerar o crescimento global.

A AB InBev, cujo portfólio de mais de 50 marcas de cerveja inclui Stella Artois e Corona, disse que o IPO da Budweiser será a US$ 3,44 por ação, no piso da faixa indicativa, confirmando o que fontes haviam dito anteriormente à Reuters.

O IPO exclui as operações na Austrália, que concordou em vender ao Asahi do Japão por US$ 11 bilhões logo após o IPO anterior ter sido arquivado.

VEJA TAMBÉM: AB InBev tem lucro acima do esperado no 2º tri

Sem a Austrália, um mercado grande mas maduro, as operações da AB InBev na Ásia-Pacífico estão mais focadas em mercados de crescimento mais rápido, como China, Índia e Vietnã, que tornam o IPO uma venda mais fácil, disseram fontes.

“A empresa possui ativos de alto nível e, sem as operações australianas de crescimento lento, o acordo se tornou mais atraente do que da última vez”, disse uma fonte com conhecimento do IPO da Budweiser.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).