Indicador Antecedente de Emprego sobe em setembro

 John M Lund Photography Inc./Getty Images
IAEmp registra alta de 0,3 ponto no mês na comparação com agosto, maior nível desde abril de 2019

O Indicador Antecedente de Emprego (IAEmp) divulgado pela Fundação Getulio Vargas (FGV) hoje (7) avançou em setembro, indicando manutenção da recuperação gradual do mercado de trabalho brasileiro.

LEIA MAIS: Desemprego cai a 11,8%, mas trabalho informal bate recorde

O IAEmp, que antecipa os rumos do mercado de trabalho no Brasil, teve alta de 0,3 ponto no mês na comparação com agosto, e foi a 87,1 pontos, seu maior nível desde abril de 2019.

“A suave alta em setembro compensa a queda observada no mês anterior e mantém o indicador na trajetória positiva”, disse em nota o economista da FGV Rodolpho Tobler. “O resultado sugere continuidade da recuperação gradual do mercado de trabalho nos próximos meses, e mostra que ainda há um longo caminho pela frente.”

Por sua vez, o Indicador Coincidente de Emprego (ICD), que capta a percepção das famílias sobre o mercado de trabalho, recuou 0,6 ponto em setembro, para 92,9 pontos. O comportamento do ICD é semelhante ao da taxa de desemprego, ou seja, quanto menor o número, melhor o resultado.

VEJA TAMBÉM: Como perguntar por que não conseguiu uma vaga de emprego

“Apesar do bom resultado no mês, o patamar elevado do indicador sugere que a melhora na taxa de desemprego deve continuar devagar”, completou Tobler.

A taxa de desemprego do Brasil ficou em 11,8% no trimestre até agosto, quando o emprego sem carteira assinada renovou recorde, de acordo com dados do IBGE.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).