Apple vai adiar reabertura de lojas na China

ReutersAly-Song
ReutersAly-Song

A Apple continua fortemente dependente da China

A Apple está estendendo o fechamento de lojas na China devido ao surto de coronavírus, enquanto trabalha para abrir seus escritórios corporativos e centros de contato, informou hoje (7) a fabricante do iPhone.

A empresa disse no início do mês que fecharia todas as suas lojas oficiais e escritórios corporativos na China continental até 9 de fevereiro devido ao surto.     

VEJA MAIS: Coronavírus faz Ericsson desistir de conferência de tecnologia em Barcelona

“Estamos trabalhando para reabrir nossos escritórios corporativos e centros de contato na semana de 10 de fevereiro e estamos nos preparando para reabrir nossa loja de varejo”, afirmou a empresa em comunicado.

A Apple continua fortemente dependente da China tanto para vendas de smartphones quanto para sua cadeia de suprimentos e fabricação.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).