Juiz homologa acordo e quase R$ 27 mi da leniência da J&F serão usados na compra de testes de coronavírus

Lucas Landau/Reuters
Repasse ajudará a custear a compra de 1,8 milhão de kits de exames do novo coronavírus

A Justiça Federal do Distrito Federal homologou na noite de ontem (2) uma proposta pela qual R$ 27 milhões em recursos do acordo de leniência da J&F, controladora da JBS, serão destinados para o compra de testes de detecção do novo coronavírus.

Essa destinação de recursos havia sido proposta pela força-tarefa do Ministério Público Federal da operação Greenfield e houve a concordância de representantes do grupo empresarial, em audiência virtual mediada pela Justiça ontem.

LEIA MAIS: J&F rejeita proposta para antecipar R$ 7,5 bi de leniência para combate a coronavírus, diz MPF

O repasse será feito diretamente para a conta da Fundação Oswaldo Cruz e, segundo o MPF, ajudará a custear a compra de 1,8 milhão de kits de exames do novo coronavírus.

“O juiz determina que, após os procedimentos de praxe supramencionados, oficie-se/ordene-se a CEF (Caixa Econômica Federal) para que faça a transferência direta dos recursos para a conta informada pela beneficiária”, decidiu o juiz Vallisney de Souza Oliveira, titular da 10ª Vara Federal de Brasília.

Procurado, o grupo J&F disse que não vai comentar o acordo firmado.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).