10 países com mais jornalistas presos

China é a pior colocada no ranking e possui 44 profissionais atrás das grades.

Compartilhe esta publicação:

Até o final de 2014, o Comitê de Proteção ao Jornalista havia identificado 221 jornalistas presos ao redor do mundo, o segundo maior número desde que a organização passou a realizar o cálculo em 1990. A China e o Irã tiveram os piores resultados, já que cerca de um terço de todos os profissionais cumpre penas nos dois destinos. Em 2013, a China aprisionou 32 jornalistas e esse número aumentou para 44 em dezembro de 2014. Pequim instalou novas regras em relação ao que pode ser veiculado pela mídia e negou centenas de passaportes internacionais para jornalistas. Irã é o segundo pior lugar. Mais de 30 jornalistas estão detidos em prisões iranianas, incluindo um repórter do Washington Post, Jason Rezaian. Em terceiro lugar está Eritreia, na África, que possui 23 jornalistas presos. Quer saber quais são os outros países que aprisionam os jornalistas? Veja o ranking na galeria de fotos a seguir:

Acessibilidade


 

  • 1º) China

    Número de jornalistas presos: 44

  • 2º) Irã

    Número de jornalistas presos: 30

  • 3º) Eritreia

    Número de jornalistas presos: 23

  • 4º) Etiópia

    Número de jornalistas presos: 17

    Inscreva-se para receber a nossa newsletter
    Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.
  • 5º) Vietnã

    Número de jornalistas presos: 16

  • 6º) Egito

    Número de jornalistas presos: 12

  • 7º) Síria

    Número de jornalistas presos: 12

  • 8º) Myanmar

    Número de jornalistas presos: 10

  • 9º) Azerbaijão

    Número de jornalistas presos: 9

  • 10º) Turquia

    Número de jornalistas presos: 7

  • Arte
1º) China

Número de jornalistas presos: 44

Compartilhe esta publicação: