Acionistas da SABMiller aprovam venda para a AB InBev por US$ 104 bilhões

Fusão entre cervejarias é uma das maiores transações da história.

Redação
Compartilhe esta publicação:
AB InBev e SABMiller
AB InBev e SABMiller

AB InBev e SABMiller fecham uma das maiores fusões da história por US$ 104 bilhões (Getty Images)

Acessibilidade


Os acionistas da SABMiller aprovaram a venda da cervejaria à AB InBev, concorrente belga-brasileira, nesta quarta-feira (28). Depois de a fusão ter sido anunciada há um ano, em outubro de 2015, e de ter passado por um série de aprovações em diferentes países, este é o último passo para a criação da maior produtora de cerveja do planeta.

RANKING: 16 maiores fusões empresariais de 2015

De acordo com o comunicado divulgado em Londres, os acionistas aprovaram a venda por £ 45 a ação, o que finaliza a aquisição em £ 79 bilhões (cerca de US$ 104 bilhões).

A compra deve ser concluída em 10 de outubro, quando a gigante, ainda sem nome definido, terá sua cotação principal na Bolsa de Bruxelas, sede da AB InBev, e secundárias em Johannesburgo, da SABMiller, e no México.

Para não ser acusado de monopólio, o grupo venderá algumas de suas marcas europeias, ainda não divulgadas. Ainda assim, a 3G Capital, do trio bilionário brasileiro Jorge Paulo Lemann, Marcel Herrmann Telles e Carlos Alberto Sicupira, terá grande participação nas principais marcas de cerveja do mundo.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

MAIS RANKING: 70 maiores bilionários do Brasil em 2016

O grupo AB InBev, dona da AmBev, já tem Skol, Budweiser, Stella Artois, Quilmes, Brahma, Antarctica e Corona e adicionará ao portfólio Miller, Fosters e Peroni.

Compartilhe esta publicação: