Produção de papel no Brasil cai 11% em maio

Impacto da greve dos caminhoneiros baixou volume para 763 mil toneladas.

Redação, com Reuters
Compartilhe esta publicação:
iStock
iStock

De janeiro a maio, a produção de papel recuou 0,8%, para 4,216 milhões de toneladas

Acessibilidade


A produção de papel no Brasil caiu 11% em maio em relação ao mesmo mês do ano passado, para 763 mil toneladas, com impacto da greve dos caminhoneiros no fim do mês passado, informou hoje (29) a Indústria Brasileira de Árvores (Ibá).

LEIA MAIS: Suzano Papel e Celulose reverte prejuízo e lucra R$ 358 mi no 4º tri

De janeiro a maio, a produção de papel recuou 0,8%, para 4,216 milhões de toneladas.

No mês passado, as vendas domésticas de papel recuaram 16,7%, e as exportações tiveram queda de 25,9% na comparação com um ano antes.

A produção de celulose no país encolheu 4,9% em maio, para 1,576 milhão de toneladas. As exportações brasileiras de celulose tiveram alta de 8,8% na mesma base de comparação, para 1,238 milhão de toneladas.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

No acumulado dos cinco primeiros meses do ano, a produção de celulose subiu 7,7%, enquanto as exportações subiram 15%.

No caso dos painéis de madeira, as vendas domésticas caíram 25,8% em maio na comparação com o mesmo mês do ano passado, acumulando no ano perda de 0,9%. As exportações de painéis de madeira caíram 11,4% em maio, mas acumulam alta de 5,5% nos cinco primeiros meses do ano.

Compartilhe esta publicação: