British Airways pede desculpas após ataque cibernético

Hackers obtiveram informações das contas de 380 mil clientes.

Redação, com Reuters
Compartilhe esta publicação:
iStock
iStock

Os hackers obtiveram nomes, endereços residenciais e de e-mail, números de cartões de crédito e códigos de segurança dos clientes

Acessibilidade


A British Airways foi obrigada a pedir desculpas hoje (7) depois que os detalhes de cartões de crédito de centenas de milhares de clientes foram roubados durante um período de duas semanas, no pior ataque cibernético que já sofreu em seu site e aplicativo.

LEIA MAIS: Cosmos Bank perde US$ 13,5 mi em ataque cibernético

A companhia aérea descobriu na última quarta-feira (5) que os agendamentos feitos entre 21 de agosto e 5 de setembro foram infiltrados durante um ataque “muito sofisticado, danoso e criminoso”, disse o presidente e diretor-executivo da empresa, Alex Cruz. A BA contatou imediatamente os clientes quando a dimensão da invasão se tornou clara.

Cerca de 380 mil pagamentos com cartão foram afetados, disse a BA, e os hackers obtiveram nomes, endereços residenciais e de e-mail, números de cartões de crédito e códigos de segurança – informações suficientes para roubar de suas contas.

O ataque ocorreu 15 meses depois de a empresa sofrer uma pane de sistema gigantesca no aeroporto Heathrow, de Londres, que impediu as viagens de 75 mil clientes durante um feriado prolongado.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

Cruz disse que a companhia aérea “lamenta profundamente” os transtornos causados pelo crime sofisticado e inédito nos mais de 20 anos de operações virtuais da BA.

Ele disse que os ataques não violaram a criptografia da empresa, mas não explicou exatamente como estes obtiveram as informações dos clientes.

Compartilhe esta publicação: