UPS tem lucro abaixo do previsto

Ações da empresa de entrega caem 7%.

Redação, com Reuters
Compartilhe esta publicação:

O lucro operacional nos negócios domésticos nos EUA caiu para US$ 666 milhões no trimestre

Acessibilidade


A United Parcel Service (UPS) culpou hoje (25) o clima rigoroso de inverno nos Estados Unidos pelo lucro abaixo do esperado no primeiro trimestre, o que fazia as ações caírem mais de 7% na bolsa.

LEIA MAIS: Por que 2019 pode ser o ano dos robôs nas entregas do varejo

Apesar do início difícil do ano, a maior empresa de entregas do mundo manteve a previsão de lucro de US$ 7,45 a US$ 7,75 por ação em 2019. Isso aumenta a pressão para a UPS, que está gastando bilhões de dólares para modernizar a sua rede, para cumprir suas metas durante a temporada de férias de inverno.

O lucro operacional nos negócios domésticos nos EUA caiu para US$ 666 milhões no trimestre, ante US$ 756 milhões no ano anterior, em grande parte devido a um impacto de US$ 80 milhões causado por problemas climáticos.

O lucro líquido caiu mais de 17%, a US$ 1,1 bilhão, ou US$ 1,28 por ação, incluindo um impacto de US$ 0,07 por ação causado por fortes tempestades no Nordeste e Centro-Oeste dos Estados Unidos.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

Excluindo um encargo de US$ 0,11 por ação relacionado à modernização de sua rede, a UPS faturou US$ 1,39 por ação, abaixo da estimativa média dos analistas de US$ 1,41, segundo dados do IBES do Refinitiv.

A receita subiu 0,3%, para US$ 17,2 bilhões, mas ficou abaixo das expectativas de US$ 17,8 bilhões.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube

Compartilhe esta publicação: