Como o Snapchat se tornou o maior sucesso do mercado tecnológico em 2019

BRYAN R. SMITH/AFP/Getty Images
As ações do Snapchat subiram mais do que as de qualquer outra rede social

Resumo:

  • O Snapchat vem se destacando por conta de seu crescimento acentuado em 2019;
  • Em menos de um ano, suas ações passaram de US$ 4,99 a US$ 17;
  • Dentre empresas como Facebook e Instagram, o Snap é a companhia tecnológica com melhor desempenho.

Após sua estreia no mercado de ações não ter dado muito certo, o Snapchat voltou forte: suas ações tiveram uma alta de quase 200% em 2019, se destacando no mercado e ofuscando seus concorrentes no setor de tecnologia.

LEIA MAIS: Dona do Snapchat lançará novos óculos de realidade aumentada

Avaliada em US$ 23,5 bilhões, cada ação do Snapchat vale US$ 17: uma valorização de US$ 7,2 bilhões quando comparada à baixa de US$ 5,99 por ação em dezembro do ano passado, de acordo com dados da “Bloomberg”.

As ações do Snapchat ofuscaram seus colegas da tecnologia neste ano: a empresa tem de longe a melhor performance no índice iShares U.S. na categoria de tecnologia. Rivais como o Facebook e o Pinterest subiram 40% e 23% respectivamente, mas não podem se comparar ao crescimento de três dígitos das ações do Snap.

Fortes rendas nos trimestres recentes (com menos perdas do que o esperado por Wall Street), novas oportunidades de renda e boa rentabilidade ajudaram as ações do Snap a subir em 2019.

Depois de ter sido desprezado dois anos atrás, o engajamento dos usuários com a rede social finalmente está crescendo de novo. Quando o Snap fez seu IPO em março de 2017, avaliado em US$ 31 bilhões, queria se tornar o novo Facebook. Mas o aplicativo nunca teve adesão das massas. Ee foi bem recebido pelos usuários mais novos, mas muitos adultos e anunciantes acham que ele é difícil de usar.

No último ano, a companhia voltou seu foco aos usuários mais jovens, explorando novas oportunidades rentáveis como os Snap Games. Alguns analistas de Wall Street preveem que a nova plataforma de jogos do Snapchat pode ter grande crescimento no futuro. O analista Kevin Rippey, da Evercore ISI, por exemplo, vê os jogos trazendo até US$ 350 milhões por ano até 2022.

O que esperar: rendas do terceiro trimestre, que saem em novembro, serão um indicador importante. No segundo trimestre, o Snap viu um aumento de 48% em sua renda anual, de US$ 388 milhões,

Surpreendentemente, apesar dos prospectos de crescimento, ainda é importante lembrar que o Snapchat está perdendo dinheiro: o fluxo de caixa livre caiu 32% entre o primeiro e o segundo trimestre, a primeira queda em um ano.

Desde a volta do Snapchat, a fortuna de seu CEO, Evan Spiegel, foi de US$ 1,4 bilhão para US$ 3,7 bilhões.

Shyam Patil, do grupo financeiro Susquehanna, continua otimista em relação ao impulso que a empresa terá a curto prazo. Patil afirmou que “a valorização das ações se manteve elevada”, comparada a colegas como o Facebook e o Twitter, e apontou que a competição com o Instagram pode ser um risco em potencial, escrevendo que “o Snap precisa se apoiar no público de 18 a 34 anos para atrair anunciantes.”

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Tenha também a Forbes no Google Notícias

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).