Boeing diz que Airbus ainda pode obedecer à OMC e evitar tarifas

Para fabricante, sanções dos Estados Unidos afetarão toda a economia europeia

Redação, com Reuters
Compartilhe esta publicação:
Getty Images

Sanções norte-americanas podem afetar a economia europeia como um todo

Acessibilidade


A Boeing pediu à Airbus hoje (2) que cumpra as decisões da Organização Mundial do Comércio (OMC) sobre subsídios europeus para evitar sanções dos Estados Unidos que prejudicarão não apenas a fabricante de aviões, mas toda a economia europeia.

LEIA MAIS: Oferta da Boeing para unidade da Embraer enfrenta investigação da UE

“A Europa está enfrentando tarifas hoje porque a Airbus se recusa há anos a cumprir as decisões da OMC”, afirmou a Boeing em comunicado. “A Airbus pode evitar completamente essas tarifas ao cumprir plenamente suas obrigações. Esperamos que ela finalmente faça isso.”

A UE iniciou um processo na OMC com o objetivo de mostrar que cumpriu com as decisões anteriores relativas à Airbus, mas os árbitros da entidade reguladora se recusaram a forçar Washington a aguardar o resultado do processo antes de impor tarifas, disse em relatório publicado nesta quarta-feira.

A Airbus havia pedido antes negociações para amenizar a longa disputa de subsídios sobre as duas empresas.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Compartilhe esta publicação: