Petrobras fecha acordo para deslistar ações em bolsa na Argentina

Papéis deixarão de ter oferta pública no país a partir de 4 de novembro

Redação, com Reuters
Compartilhe esta publicação:
Paulo Whitaker/Reuters
Paulo Whitaker/Reuters

Petrobras vai deixar de oferecer papéis em oferta pública na Argentina a partir de novembro

Acessibilidade


A Petrobras informou que obteve autorização do regulador do mercado de capitais da Argentina para deslistar suas ações no país sem a necessidade de realizar uma oferta para aquisição dos papéis, segundo comunicado da companhia hoje (4).

LEIA MAIS: Petrobras eleva diesel em 4,2% e gasolina em 3,5%

As ações da Petrobras deixarão de ter oferta pública na Argentina em 4 de novembro, sendo que após essa data os acionistas da companhia na Argentina poderão manter suas ações depositadas junto ao agente de custódia do mercado argentino (Caja de Valores) ou vendê-las nos mercados em que as ações da companhia continuam negociadas.

Nos quatro primeiros meses após a deslistagem, os acionistas argentinos poderão usar o banco BBVA para assessorá-los na venda de suas ações na B3 com custo de corretagem pago pela Petrobras, sendo que após esse período a corretagem deverá ser custeada pelo próprio investidor.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Compartilhe esta publicação: