7 inovações tecnológicas mais imperdíveis para 2020

Getty Images
Getty Images

Novidades devem ser apresentadas na próxima CES, feira norte-americana de eletrônicos

Resumo:

  • A tecnologia tem seu primeiro grande evento já em janeiro, trata-se da feira de eletrônicos CES, que acontece em Las Vegas;
  • Gadgets, aparelhos e dispositivos de novíssima geração serão apresentados;
  • A Forbes reuniu as 7 principais inovações que não podem passar batidas em 2020.

A CES 2020, a maior feira de eletrônicos de consumo do mundo, é realizada entre os dias 7 e 10 de janeiro, em Las Vegas. Nela, os líderes mundiais no desenvolvimento de tecnologia doméstica, de lazer, esportes e viagens usarão a ocasião para exibir seus mais recentes gadgets, aparelhos e dispositivos.

Entre anúncios de empresas como Amazon, LG e Toyota e milhares de outros expositores, a primeira CES da década de 2020 oferecerá um vislumbre de como gastaremos nosso tempo livre e de lazer na próxima década. As tendências que estarão na vanguarda são veículos inteligentes, tecnologia de saúde e fitness, redes 5G, além de qualquer coisa que envolva dados e análises. Em entrevista com Jean Foster, vice-presidente sênior de marketing e comunicações da CTA (que organiza a feira) para saber mais sobre as coisas interessantes que você pode esperar da CES 2020.

LEIA MAIS: Empresas de tecnologia aproveitam Brasil Game Show para testar lançamentos

Aqui está o resumo de alguns dos produtos e serviços mais inovadores que podem ser esperados na feira. Com todos os grandes nomes da tecnologia (com a exceção usual da Apple) se esforçando para atrair sua atenção, é provável que haja algo que você queira.

  • Tecnologia de leitura da mente

    Os visitantes terão a chance de experimentar um dispositivo da NextMind que lê o cérebro, que seria a primeira ferramenta a permitir que dispositivos sejam controlados apenas pelo pensamento. O aparelho leve e não invasivo (não tem contato físico com o cérebro) capta os sinais quando eles cruzam o córtex visual do usuário e pode traduzi-los em tempo real em comandos digitais. Os algoritmos de aprendizado de máquina são usados ​​para decodificar os sinais, e os kits de desenvolvimento devem sair no início de 2020.

    Os usos práticos potenciais para esse tipo de tecnologia são impressionantes, desde computadores que podemos operar com nossas mentes até a restauração da mobilidade de pessoas com deficiências ou lesões. Se o NextMind realmente aprensetar uma maneira confiável e barata o suficiente para se tornar uma tecnologia de consumo, poderá mudar o jogo.

    Getty Images
  • Vendo através do seu carro

    A Continental, fornecedora de pneus e soluções de mobilidade, exibirá seu Transparent Hood (capuz transparente), que usa uma série de quatro câmeras para oferecer aos motoristas uma visão clara da estrada, na frente e abaixo do motorista. As imagens das câmeras são “unidas” usando algoritmos avançados de processamento de imagens e retransmitidas diretamente para os displays na frente da unidade. Isso tem o efeito de tornar o front-end do carro efetivamente “invisível” para o motorista. Além de reduzir bastante o número de acidentes nos quais danos são causados ​​aos veículos durante o estacionamento.

    Getty Images
  • Veículos autônomos

    O RoboSense, vencedor do CES Innovation Award deste ano pela tecnologia de carros automáticos, apresentará o sensor Smart LiDAR. Os carros autônomos contarão com o LiDAR (tipo de radar com lasers em vez de ondas de rádio) para entender o ambiente e identificar os perigos à medida que entram em seu alcance. A criação dessa tecnologia em dispositivos MEMS (tecnologia microscópica) de estado sólido reduzirá os custos de produção e aumentará a confiabilidade, afirma RoboSense.

    Outro participante do mercado LiDAR, a Blickfield, demonstrará dois novos sensores – o Cube e o Cube Range – projetados para detecção de ambientes próximos a campos e distâncias, respectivamente. Ambos os dispositivos serão vistos em ação pela primeira vez e devem representar um passo à frente no desempenho inteligente do veículo.

    Getty Images
  • Resolução de tela de última geração

    Se você é o tipo de pessoa que sempre quer ter o melhor e o mais novo de tudo, provavelmente já se viu vendo TVs 8K. Uma das maiores desvantagens do momento é a falta de conteúdo para essa qualidade de imagem, mas a Samsung espera que suas novas telas que usam IA se aprimorem no assunto. Melhorar o HD ou o 4K implica em investimentos mais caros, mas com uma melhoria notável em produtos de emissoras e streamings.

    Outras inovações de TV podem ser a telas dobráveis, que estão nos planos futuros da LG. O que deixa o cenário mais otimista

    Getty Images
  • Vendo mais do que nunca

    Anunciado como binóculo de “próxima geração”, o Nexoptic DoubleTake usa a tecnologia da câmera para nos permitir maiores distâncias e qualidade de visão – ao mesmo tempo em que captura vídeos em 4K super nítidos do que estiver em nosso campo de visão. Os binóculos digitais existem há um tempo para aqueles que podem pagar bem, mas este é um exemplo de capacidades tecnológicas de alto nível, empacotadas e produzidas de uma maneira inovadora para o mainstream. É provável que atraia a todos, desde fãs de esportes a amantes do ar livre.

    Getty Images
  • Segurança de casas conectadas

    Outro vencedor do CES Innovation Award, desta vez na categoria de casa inteligente, foi a “tranca inteligente” sensível ao toque da PassiveBolt. O dispositivo converte os sistemas de travamento de portas existentes para serem ativados com os dedos. Não usa impressões digitais, mas sim chaves eletrônicas. Se o acesso – em um chaveiro ou armazenada digitalmente em um dispositivo móvel – estiver dentro do alcance do sensor, o dispositivo destrancará a porta da frente com um simples toque. Além de oferecer comodidade, melhora a segurança alertando instantaneamente o proprietário através de um aplicativo móvel de tentativas de entrada não autorizadas.

    Getty Images
  • Saúde e bem-estar mais inteligentes

    A Insurers Humana estará na CES 2020 para mostrar e falar sobre as maneiras que o setor pode melhorar a saúde de seus clientes. Serviços de monitoramento e análise de dados, como a Telehealth, são cada vez mais importantes na independência dos idosos. Na feira, a empresa vai demonstrar os mais recentes desenvolvimentos do Studio H, seu centro interno de design e desenvolvimento de aplicativos de tecnologia e aprendizado de máquina projetados para nos manter felizes e saudáveis ​​por mais tempo.

    Outra descoberta relacionada à saúde exibida pela primeira vez será o aparelho auditivo mais poderoso do mundo, o Oticon Xceed. O aparato analisa digitalmente o espaço aéreo ao redor do usuário, procurando ondas sonoras 100 vezes por segundo e aplicando tecnologia avançada de processamento de sinal para melhorar a percepção de fala e outros sons.

    Getty Images

Tecnologia de leitura da mente

Os visitantes terão a chance de experimentar um dispositivo da NextMind que lê o cérebro, que seria a primeira ferramenta a permitir que dispositivos sejam controlados apenas pelo pensamento. O aparelho leve e não invasivo (não tem contato físico com o cérebro) capta os sinais quando eles cruzam o córtex visual do usuário e pode traduzi-los em tempo real em comandos digitais. Os algoritmos de aprendizado de máquina são usados ​​para decodificar os sinais, e os kits de desenvolvimento devem sair no início de 2020.

Os usos práticos potenciais para esse tipo de tecnologia são impressionantes, desde computadores que podemos operar com nossas mentes até a restauração da mobilidade de pessoas com deficiências ou lesões. Se o NextMind realmente aprensetar uma maneira confiável e barata o suficiente para se tornar uma tecnologia de consumo, poderá mudar o jogo.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).