Pensando em comprar um novo celular? Veja como o coronavírus está afetando Apple, Samsung e outros fabricantes

Lintao Zhang/Getty Images
Lintao Zhang/Getty Images

Algumas marcas escolheram mudar suas fábricas para países de menos risco

As empresas de tecnologia estão respondendo ao novo coronavírus (COVID-19) com limitações de viagens, cancelamento de grandes eventos e combate à crescente desinformação.

Se você está procurando por novos dispositivos, poderá constatar alguns atrasos no recebimento, pois as fábricas na China fecharam temporariamente – ou estão funcionando de maneira limitada – para combater o vírus. Da mesma forma, as empresas de tecnologia estão cancelando eventos de lançamento, que podem alterar as datas de chegada dos dispositivos ao mercado.

LEIA MAIS: Coachella é adiado por causa do coronavírus

Veja, a seguir, como a indústria de tecnologia foi afetada pelo COVID-19:

Samsung

A Samsung pediu ao governo vietnamita que isentasse 700 de seus engenheiros que entraram no país da quarentena obrigatória de 14 dias. Os profissionais estão a caminho de uma fábrica da Samsung que monta monitores para os próximos produtos da Apple e da Huawei.

A Samsung está temporariamente mudando sua operação de produção de smartphones da Coreia do Sul para o Vietnã, depois que um trabalhador testou positivo para o COVID-19 em uma fábrica em Gumi que produz alguns de seus mais recentes dispositivos Galaxy S20 e Galaxy Z Flip.

Os modelos S20 mais recentes, Galaxy Buds + e Galaxy Z Flip, continuam disponíveis no site da Samsung.

A gigante não anunciou nada sobre problemas de produção que possa estar enfrentando. Disse simplesmente: “Estamos nos esforçando para minimizar o impacto do vírus em nossas operações”.

Apple

Dois dos principais dispositivos futuros da Apple podem sofrer atrasos por causa do COVID-19. O Bank of America, em uma conversa com um especialista de oferta e demanda da empresa, afirmou que o iPhone 5G e o iPhone SE2 podem ser adiados por “meses” devido ao fechamento temporário das fábricas na China.
Os varejistas da região de Nova York estão relatando pouco estoque de aparelhos iPhone 11 e remessas “pouco frequentes”, com poucas orientações sobre quando o serviço normal será retomado. Fontes em contato com a “Bloomberg” alegam que a Apple disse aos funcionários da loja que as peças de reposição para iPhones quebrados serão escassas por um período entre duas e quatro semanas por causa do surto.

A Apple fechou temporariamente as lojas na China e na Itália – embora sua principal loja de Hong Kong ainda esteja aberta.

O evento especial da companhia, que normalmente é realizado em março e que apresenta novos modelos nas linhas existentes, como Apple Watch, iPad e iPhone SE , ainda não foi confirmado. Considerando os grandes eventos de tecnologia que já foram cancelados (MWC, Google I/O) e a retirada da Apple do SXSW, há uma chance grande de que o evento físico também seja cancelado.

Os dispositivos parecem estar disponíveis para compra no site da gigante de tecnologia.

Motorola

O novo telefone dobrável da Motorola, o Razr, deve enfrentar atrasos até “o meio ou o final de março” na Austrália, embora para os compradores dos Estados Unidos e do Reino Unido os dispositivos pareçam estar disponíveis.

A Motorola disse que não há problemas com o suprimento atual de dispositivos e que a produção foi temporariamente mais lenta devido ao surto, mas está voltando ao normal agora.

Google

A conferência anual do Google, onde dispositivos como o Pixel 4A e o Pixel Buds 2 provavelmente estreariam, foi cancelada por causa do COVID-19. A companhia foi vaga sobre como isso pode afetar as remessas de dispositivos atuais ou futuros, apenas dizendo que está monitorando e avaliando a situação constantemente e colocando a saúde de sua empresa e funcionários em primeiro lugar.

O Google se moveu rapidamente para apagar informações erradas. “Coronavirus” e “COVID-19” estão ausentes na Play Store há alguns dias – nem mesmo aplicativos relacionados.

Os dispositivos parecem estar disponíveis na loja do Google sem nenhum tipo de observação sobre atrasos.

Microsoft

Não há informações sobre o possível cancelamento do evento anual do Surface (que normalmente é realizado em outubro), onde provavelmente veremos mais dispositivos Surface Duo e Surface Neo.

A Microsoft prevê que as vendas de PCs serão afetadas por causa de problemas na cadeia de suprimentos na China. A gigante da tecnologia também está permitindo que seus funcionários trabalhem em casa até o dia 25.

OnePlus

9to5 Google alega que a OnePlus realizará um evento de lançamento somente on-line para o seu próximo OnePlus 8 – embora a própria OnePlus conteste que isso esteja diretamente relacionado ao surto.

Não está claro se a empresa está com problemas na cadeia de suprimentos de seus aparelhos atuais ou futuros – ela não comentou nada sobre o COVID-19.

Os dispositivos parecem estar disponíveis no site da OnePlus, sem aviso prévio sobre atrasos.

LG

A LG Display fechou temporariamente uma fábrica em Gumi, na Coreia do Sul, porque um funcionário de um banco próximo à fábrica foi testado positivo para o vírus.

A LG Innotek, que fornece módulos de câmera para smartphones, também interrompeu temporariamente uma fábrica na mesma cidade porque um funcionário foi contaminado.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Tenha também a Forbes no Google Notícias

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).