Embraer planeja novo PDV para lidar com efeitos da pandemia

Aposentados por tempo de serviço ou quem tiver 55 anos de idade ou mais são elegíveis.

Redação
Compartilhe esta publicação:
Reuters
Reuters

Embraer está conversando com os sindicatos a respeito de mais um plano de demissão voluntária (PDV)

Acessibilidade


A Embraer está conversando com os sindicatos a respeito de mais um plano de demissão voluntária (PDV), de acordo com nota divulgada ontem (30), enquanto busca meios de enfrentar os efeitos da pandemia de Covid-19.

“Desta vez, além dos colaboradores em licença remunerada, também serão elegíveis aposentados por tempo de serviço ou quem tiver 55 anos de idade ou mais”, afirmou a fabricante de aviões, acrescentando que o período de adesão vai até 14 de agosto.

LEIA MAIS: Forbes promove primeiro webinar sobre Saúde Mental nas empresas. Participe

A fabricante de aviões afirmou que, em razão da crise gerada pelo coronavírus em todo o mundo e, em particular, na indústria aeronáutica, vem tomando uma série de medidas para proteger a saúde das pessoas e manter a continuidade dos negócios.

Entre as medidas, estão a implantação de home office, férias coletivas, suspensão temporária dos contratos de trabalho, redução da jornada de trabalho e um PDV para um grupo de colaboradores que estava em licença remunerada.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

“A companhia vai continuar realizando todos os esforços necessários para minimizar o impacto da Covid-19 para as pessoas e garantir a adequação necessária da empresa diante da nova realidade do mercado de transporte aéreo global”, afirmou. (Com Reuters)

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Participe do canal Forbes Saúde Mental, no Telegram, e tire suas dúvidas.

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Compartilhe esta publicação: