Possível compra do TikTok pela Microsoft aproxima empresa da nova geração

NurPhoto/Getty Images
NurPhoto/Getty Images

As hashtags #SaveTikTok e #Microsoft atraíram quase 1 bilhão de visualizações combinadas

A Microsoft se tornou uma salvadora para os jovens usuários do TikTok, que elogiaram a gigante da tecnologia por tentar comprar partes das operações da empresa de mídia social, na esperança de evitar a sua proibição nos EUA.

Com hashtags como #SaveTikTok e #Microsoft, que atraíram quase 1 bilhão de visualizações combinadas, os TikTokers – um grupo de jovens que usa o aplicativo para criar vídeos – abraçou uma empresa fundada por pessoas da idade de seus avós e cujo ex-presidente-executivo se tornou um meme do YouTube.

LEIA MAIS: Venda de operações do TikTok nos EUA para Microsoft gera indignação na China

Uma análise do histórico das aquisições recentes da Microsoft, incluindo a do jogo ‘Minecraft’ em 2014 e o LinkedIn em 2016, pode validar o otimismo dos usuários do TikTok, disseram analistas.

Nos últimos anos, a Microsoft adotou uma abordagem prática para integrar novas aquisições, disse Mike Vorhaus, presidente-executivo da Vorhaus Advisors, uma empresa de consultoria de mídias digitais. Por exemplo, a Microsoft deixou a equipe do Minecraft operando na Europa, disse ele.

A Microsoft abandonou amplamente sua prática histórica de vincular todos os seus produtos ao sistema operacional Windows ou a outras de suas propriedades. O jogo ‘Minecraft’ não têm conexão óbvia com a Microsoft. Suas vendas quadruplicaram nos últimos seis anos desde que foi adquirido e agora atinge 126 milhões de usuários mensais.

Sob o comando de Satya Nadella, que assumiu o cargo de presidente-executivo em 2014, a empresa comprou duas grandes comunidades online que permitiu operar essencialmente de forma autônoma. Depois de adquirir o LinkedIn por US$ 26,2 bilhões, o site manteve sua identidade de marca, CEO e seus próprios escritórios, enquanto o GitHub, o serviço de repositório de códigos adquirido em 2018, continuou a criar ferramentas que ajudam os desenvolvedores a usar os rivais da Microsoft.

VEJA TAMBÉM: Companhia dona do TikTok oferece renunciar à participação para garantir acordo nos EUA

JT Casey, um usuário do TikTok com 2,8 milhões de seguidores, disse que inicialmente estava preocupado com a ideia da Microsoft possuir o aplicativo, mas concluiu que há uma mudança potencial que poderia beneficiar os criadores da plataforma.

“Percebi que a Microsoft descobrirá uma maneira de monetizar melhor, o que levará os criadores a ganhar mais dinheiro, assim como a Microsoft”, disse ele. (Com Reuters)

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Participe do canal Forbes Saúde Mental, no Telegram, e tire suas dúvidas.

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).