Empresa do ex-CIO da Tesla ultrapassa avaliação de US$ 1 bilhão com nova rodada de investimento

Tekion/Divulgação
Tekion/Divulgação

Jay Vijayan, fundador e CEO da Tekion

Qualquer pessoa que já tenha ido a uma concessionária sabe que comprar um carro pode ser uma experiência demorada e muitas vezes frustrante. Um dos principais motivos pelos quais é tão doloroso é que a equipe de vendas, muitas vezes, tem que usar diversos softwares diferentes para coisas como processar empréstimos e registrar mudanças de propriedade. E muitos desses aplicativos não funcionam perfeitamente quando combinados.

Durante uma gestão de quatro anos como CIO da Tesla, Jay Vijayan ajudou a criar a própria plataforma de software da empresa para vendas, com o objetivo de oferecer uma experiência perfeita para seus clientes. Depois de sair, ele fundou a Tekion em 2016 para construir um produto baseado em nuvem que muitas concessionárias diferentes podem usar para fazer a mesma coisa. Embora a jornada empreendedora de Vijayan nem sempre tenha sido tranquila, ele conquistou os investidores com sua visão: em 21 de outubro, a Tekion anunciou uma rodada da Série C de US$ 150 milhões, elevando o total levantado para US$ 215 milhões e aumentando sua avaliação para mais de US$ 1 bilhão.

LEIA MAIS: Fundadores da fintech Kaspi se tornam bilionários depois de IPO em Londres

A rodada, que foi liderada pela empresa de private equity Advent International com participação de Index Ventures, Airbus Ventures e Exor (a empresa holding da Fiat Chrysler e Ferrari), ajudará a Tekion a acelerar o lançamento de seu sistema de nuvem automotiva nos EUA. A empresa também planeja usar parte do dinheiro para expandir internacionalmente, com a Europa e a Ásia em vista para o próximo ano.

Os anos na Tesla

A experiência de Vijayan como CIO da Tesla o ensinou a repensar todo um modelo do setor e a gerenciar um crescimento excepcionalmente rápido. Cargos anteriores em engenharia e gerenciamento de produtos em gigantes de software como Oracle e VMware também o forneceram uma compreensão das estruturas organizacionais necessárias para apoiar a expansão.

“Muitas startups falham porque não entendem como escalar com sucesso”, diz Vijayan, cujo negócio movimentou US$ 330 milhões em transações desde o lançamento da plataforma no ano passado. Ele se recusa a revelar as receitas da Tekion, mas diz que devem dobrar ou triplicar em 2021.

O serviço de assinatura baseado em nuvem agora é usado por revendedores em mais da metade dos estados dos EUA e por 17 fabricantes de automóveis (General Motors, BMW iVentures e Nissan-Renault-Mitsubishi Alliance Ventures também estão entre os investidores da Tekion). Além de unir diferentes aplicativos sem problemas, o serviço aproveita o aprendizado de máquina e a inteligência artificial para sugerir opções para os compradores de automóveis, manter os clientes informados sobre o status de seus veículos durante a manutenção e fornecer inteligência de mercado relevante para as concessionárias.

A Tekion afirma que as empresas que usam seu serviço verão economias significativas de US$ 5.000 a US$ 75 mil por mês para cada site que as concessionárias pagam por sistemas concorrentes. No entanto, fazer o negócio decolar foi um grande desafio. “Os primeiros anos foram os mais difíceis”, lembra Vijayan. “Havia muitas barreiras.”

Uma das mais frustrantes foi o que o fundador da Tekion chama de “um grande problema da galinha e do ovo”. Quando a empresa construiu a primeira versão básica de sua plataforma, os revendedores não se interessaram, ela precisava ser certificada pelos fabricantes de automóveis. Mas, quando Vijayan chamou os fabricantes, eles se recusaram a testar, a menos que a Tekion já tivesse muitos revendedores usando seu software.

A resolução do problema

Demorou algum tempo (e o que Vijayan classifica como “e-mails muito educados, mas fortes sobre como os fabricantes restringiam a inovação”) para persuadir alguns fabricantes de automóveis a dar uma chance. Algumas concessionárias concordaram em experimentar a plataforma também, e ela finalmente decolou.

LEIA TAMBÉM: CEOs preveem mais demissões, mas estão cada vez mais confiantes na economia

Vijayan e sua equipe também levaram vários anos para se equiparar aos conjuntos de recursos oferecidos por concorrentes como CDK Global e Reynolds & Reynolds. Eric Wei, da Advent International, observa que, embora os competidores tenham expandido sua gama de serviços, tornando muito difícil para a Tekion ultrapassá-los, as capacidades da startup agora superam as dos rivais.

A pandemia também tornou difícil para a Tekion enviar alguns de seus 450 funcionários às instalações dos clientes para ajudá-los a instalar o software. Mas isso não freou seus esforços de expansão. Wei diz que está impressionado com a capacidade da empresa de operar de maneira totalmente remota, ajudando grandes concessionárias a retirar e substituir seus sistemas existentes em menos de um mês.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Siga Forbes Money no Telegram e tenha acesso a notícias do mercado financeiro em primeira mão

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).