Empresa de transporte de passageiros Ola prepara para IPO de até US$ 1 bilhão

Em julho, os fundos de capital de risco Temasek e Warburg Pincus investiram cerca de US$ 500 milhões na companhia indiana.

Redação
Compartilhe esta publicação:
Shailesh Andrade/Reuters
Shailesh Andrade/Reuters

Bhavish Aggarwal, fundador da empresa indiana de transporte de passageiros por aplicativo Ola

Acessibilidade


A gigante indiana de transporte de passageiros Ola planeja levantar até US$ 1 bilhão por meio de uma IPO (oferta inicial de ações) e está buscando os bancos para assessorá-la na operação, segundo três fontes disseram à Reuters.

A Ola, com apoio do japonês Softbank, atraiu Citi, segundo duas pessoas com conhecimento direto do assunto. Também trouxe o Kotak Mahindra e o Morgan Stanley, de acordo com outras duas pessoas a par dos planos. A empresa, que compete com Uber, também conversa com Bank of America e JP Morgan, disse uma das pessoas.

LEIA TAMBÉM: Favelas, próxima fronteira do comércio eletrônico da Americanas

Ola, JP Morgan e Kotak Mahindra não responderam ao pedido por comentário em um primeiro momento. Bank of America, Citi e Morgan Stanley se recusaram a comentar.

A listagem bem sucedida do serviço de entrega de alimentos Zomato, apoiado pelo chinês Ant, em julho, deixou outras startups de tecnologia otimistas para acessar o mercado de capitais, disseram duas fontes.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

Mais de meia dúzia de startups, incluindo a empresa de pagamentos Paytm, a farmácia eletrônica PharmEasy e o agregador online de seguros Policybazaar estão preparando IPOs, dando a investidores como Ant e Softbank uma chance de se retirarem.

Fundada em 2010 por Bhavish Aggarwal, a Ola lidera o mercado de transporte de passageiros por aplicativo na Índia, bastante afetado ano passado pelos lockdowns que mantiveram as pessoas em casa, forçando a empresa a cortar sua força de trabalho e temporariamente paralisar a maior parte dos seus negócios.

A Ola tem uma presença cada vez maior em vários mercados globais, como Austrália e Reino Unido.

Em julho, os fundos de capital de risco Temasek e Warburg Pincus investiram cerca de US$ 500 milhões na Ola antes do seu planejado IPO. (Com Reuters)

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Siga Forbes Money no Telegram e tenha acesso a notícias do mercado financeiro em primeira mão

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Compartilhe esta publicação: