Pesquisa mostra que profissionais equilibraram renda com trabalho remoto

Trabalhar de qualquer lugar aumentou as possibilidades de carreira e permitiu aos profissionais reduzirem seu custo de vida.

Martina Colafemina
Compartilhe esta publicação:

Diversos fatores, entre elas a possibilidade de trabalhar em home office para empresas estrangeiras, permitiram colocar as contas em ordem

Acessibilidade


Uma pesquisa realizada pela Deel, startup de contratos e pagamentos, em parceria com a consultoria Momentive, identificou que 58% dos brasileiros entrevistados conseguiram equilibrar suas finanças com a mudança para o modelo de trabalho remoto.

O equilíbrio entre a vida profissional e pessoal proporcionado pelo modelo está entre as razões. O levantamento foi feito com mais de 700 participantes do mundo todo, na faixa etária de 25 a 35 anos. 

LEIA MAIS: Saiba o que você precisa mudar em seu currículo em 2022

Entre mulheres e homens, 76% afirmam ter alcançado esse equilíbrio trabalhando a partir de casa ou de outros lugares. “O trabalho remoto permite que as pessoas  não tenham que arcar com o alto custo de viver  em uma capital, por exemplo, para estar em uma grande empresa”, diz Cristiano Soares, country manager da Deel. A maioria dos entrevistados (91%) alegou também que o trabalho remoto os ajudou a superar barreiras profissionais, já que seu campo de atuação foi ampliado sem a necessidade da presença física.

LEIA MAIS: Inscreva-se na seleção para a lista Under 30 2022

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

A vida das mães também melhorou. Ao redor do mundo, 83% das mulheres com filhos menores de 18 anos disseram que poder trabalhar em casa ajudou na rotina. Grande parte dos pais com filhos menores de 5 anos (92%) superaram obstáculos de carreira por conta do home office. Têm mais tempo para se dedicar ao trabalho e também à família.

O trabalho remoto também permitiu remuneração em moedas mais valorizadas, como o dólar, sem a necessidade de mudar para outro país. “Havia barreiras para trabalhar em outro país como visto, custos e a impossibilidade de levar a família”, diz. O relatório aponta que 35% dos colaboradores encontraram o emprego dos sonhos graças ao trabalho remoto, já que não era mais necessário estar presencialmente na empresa para exercer a função.

 

Compartilhe esta publicação: