Dólar fecha em nova máxima histórica

Em semana turbulenta nos mercados, moeda vai a R$ 4,81.

Forbes Daily, com Reuters
Compartilhe esta publicação:
gettyimagesKTSFotos
gettyimagesKTSFotos

Na semana, a moeda norte-americana saltou 3,85%, a quarta consecutiva de ganhos

Acessibilidade


O dólar fechou em forte alta hoje (13), cravando novo recorde histórico para um término de sessão acima de R$ 4,81, acompanhando mais um dia de fortalecimento da moeda no exterior depois de os Estados Unidos declararem emergência nacional por causa do coronavírus.

A valorização representou uma sensível virada em relação ao movimento do começo do pregão, quando a divisa chegou a cair quase 3%, em ajuste inicial depois de chegar ontem (12) a superar a barreira psicológica dos R$ 5 pela primeira vez.

No fechamento do mercado interbancário, às 17h, o dólar subiu 0,57%, a R$ 4,8128 na venda, nova máxima recorde.

VEJA MAIS: Ibovespa futuro avança em sessão de recuperação com exterior

Na máxima, alcançada às 16h36, a moeda foi a R$ 4,882 (+2,01%), enquanto na mínima, atingida às 10h30, desceu a R$ 4,6437 na venda, queda de 2,97%.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

Na semana, a moeda norte-americana saltou 3,85%, a quarta consecutiva de ganhos e mais forte para uma semana desde novembro de 2019.

Em março, a moeda já ganha 7,40% e dispara 19,93% no acumulado de 2020. O real tem o segundo pior desempenho global neste ano, melhor apenas que o peso colombiano, que perde 18,3%.

Na B3, em que os negócios se encerram às 18h, o dólar futuro tinha alta de 0,31% nesta sexta-feira, a R$ 4,8180, às 17h04.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Compartilhe esta publicação: