Diretor da OMS diz que resposta à pandemia será avaliada e promete transparência

Testes mostraram que no máximo 20% da população contraiu a doença em alguns países.

Redação
Compartilhe esta publicação:
Denis Balibouse/Reuters
Denis Balibouse/Reuters

Diretor-geral disse que a OMS está comprometida com a transparência, a prestação de contas e a melhoria contínua

Acessibilidade


O chefe da Organização Mundial da Saúde (OMS), Tedros Adhanom Ghebreyesus, anunciou hoje (18) que será iniciada uma avaliação independente a respeito de como a organização está lidando com a pandemia de coronavírus no “primeiro momento oportuno”, com a promessa de transparência e responsabilidade.

“Todos temos lições a aprender com a pandemia. Todos os países e as organizações devem examinar sua resposta e aprender com sua experiência. A OMS está comprometida com a transparência, a prestação de contas e a melhoria contínua”, disse o diretor-geral na assembleia ministerial anual da OMS.

VEJA TAMBÉM: Chefe da OMS diz que saída do isolamento do coronavírus deve ser “lenta e gradual”

Tedros agradeceu aos participantes seu “forte apoio à OMS neste momento crítico” e disse que a avaliação deve incluir a responsabilidade de “todos os atores de boa-fé”.

“O risco continua alto e temos um longo caminho a percorrer”, afirmou. Testes sorológicos preliminares em alguns países mostraram que no máximo 20% das populações haviam contraído a Covid-19 e “na maioria dos lugares, menos de 10%”, disse. (Com Reuters)

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Compartilhe esta publicação: