Clemilda Thomé, presidente da holding DSS: “Os momentos difíceis foram os que mais me ensinaram”

Empresária, dentista e palestrante, Clê - como é conhecida por todos - lidera oito empresas junto com os filhos.

Donata Meirelles
Compartilhe esta publicação:
Rods Oliveira
Rods Oliveira

“Sempre fui uma pessoa positiva e acredito no Brasil”, diz Clê

Acessibilidade


Clemilda Thomé, ou Clê como é conhecida por todos, é uma cidadã do mundo. Em 1993, junto com o ex-marido, Geninho Thomé, fundou a Neodent, empresa de implantes dentários que se tornou líder do setor no Brasil. Vinte anos depois o casal vendeu o negócio para o grupo suíço Strautman, líder mundial em soluções odontológicas.

A empresária – que havia se formado em odontologia para conhecer melhor os fundamentos de sua antiga empresa – decidiu então alçar um voo mais alto. Abriu a holding DSS – hoje com oito empresas e sediada em Curitiba – da qual é presidente do conselho, trabalhando com os dois filhos, José Guilherme Thomé e João Alfredo Thomé. Atuando em áreas como saúde, educação e gastronomia, Clê é uma empresária de sucesso.

LEIA TAMBÉM: Para Taciana Veloso, Letícia Veloso e Silvia Vidigal Ramos, sucesso é “acompanhar o espírito do tempo”

Ela enumera algumas joias de sua coroa: “temos o Bee.O, empório orgânico. Temos o ILAPEO (Instituto de Pesquisa e Ensino Odontológico), uma faculdade e uma escola de pós-graduação que recebe alunos do mundo inteiro. A primeira a oferecer um doutorado profissional no Brasil. Nossa Profilática oferece produtos na área de higienização hospitalar. Estamos inaugurando logo mais um restaurante… Tem muito mais negócios vindo por aí. Por enquanto, só posso dizer que temos projetos fantásticos na área de odontologia e medicina”, avisa.

Nascida em Sapopema, no norte do Paraná, Clemilda é a décima quarta de uma família com 15 irmãos. “Por isso sempre acreditei que estou aqui para realizar algo importante”, diz sem falsa modéstia. O início da vida foi difícil e de muito trabalho, como para a maioria dos brasileiros. “Costumo dizer que a minha verdadeira formação profissional foi chão de fábrica”, resume. Trabalhou em joalheria, banco, jornal e como coordenadora de vendas da Brastemp na região Sul. “Nesse percorrer, aprendi muito. De meus pais, meus irmãos e eu recebemos a vida e valores morais. Isso não tem preço”, fala com orgulho.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

E como nem só de trabalho vive a mulher de sucesso, a partir do próximo dia 19, ela aparece como um dos participantes do reality de gastronomia “O Grande Assador”, na RIC TV Paraná, retransmissora da Record no estado. Já em 15 de março, recebe o título de Cidadã Paranaense. “Em seguida viajo para o exterior. Vou visitar amigos e trabalhar mais um pouquinho também”, informa.

A seguir, os principais momentos da conversa com Clemilda Thomé – via aplicativo e com direito à deslumbrante vista do mar – diretamente de seu apartamento em Jurerê Internacional, Santa Catarina.

Dra. Clê

“Minha formação original é em psicologia. Decidi estudar odontologia quando fundamos a Neodent e eu queria conhecer exatamente o que estávamos fazendo. Não era uma questão de vender placas, porcas e parafusos. Era uma empresa para oferecer saúde às pessoas. Sou especialista em dentística restauradora com aperfeiçoamento em implantodontia.”

Sempre em frente

“Na minha vida profissional, atravessei momentos muito difíceis por conta da economia no Brasil. Coisas como ir dormir com dinheiro no banco e acordar sem nenhum tostão. Não é? Aprendi que nesses momentos de crise é preciso ser resiliente e manter o foco. Sempre fui uma pessoa positiva e acredito no Brasil.”

Momento wellness

“Tenho 67 anos e cuido muito da minha saúde. Para mim isso é fundamental. Desde menina gosto de levantar cedo, entre quatro e seis da manhã. Então pratico as minhas gratidões, porque sou realmente grata a tudo o que aconteceu na minha vida. Inclusive os momentos difíceis, porque foram os que mais me ensinaram. Faço muita atividade física: musculação, corrida e caminhada. Cuido da alimentação, que é equilibrada, sem excessos. Recorro a alguns retoques estéticos, porque sei que não sou mais jovem e o corpo não reage tão bem como antes. Muito importante: procuro conviver com pessoas positivas, que não se ligam na mesmice e nem vivem julgando tudo e todos. Leio muito, me informo, busco conhecimento em todas as áreas. Procuro melhorar a cada dia e tenho certeza que hoje sou muito melhor do que há 30 anos.”

Prêt-à-porter

“Adoro moda e frequento os grandes desfiles internacionais. Dou preferência às marcas com um corte que cai bem no meu corpo, como Christian Dior e Balmain. Usar alguma coisa do Hermès é sempre uma maravilha, porque são roupas e acessórios que duram e você pode usar dez, vinte anos depois. Aproveito as temporadas de moda em Paris também para curtir meu apartamento na cidade, ir aos museus, ver exposições. Sou louca por arte. Gosto de andar a pé pela cidade, descobrir coisas e lugares novos.”

Investimento certo

“Faço muito trabalho social, mas prefiro não falar. Vou te contar uma história: uma vez eu vi, durante uma reforma de uma de nossas lojas, um rapaz muito jovem trabalhando como servente de pedreiro. E ele fazia o trabalho com tanto capricho e dedicação que eu falei para o meu ex-marido, ‘vamos levá-lo para trabalhar na clínica’. Hoje ele simplesmente é o melhor protético do Brasil. Também investi na formação de vários estudantes em nosso Instituto ILAPEO. Tem coisa melhor que isso? Fizemos uma ação para a abertura de poços artesianos no Nordeste que, em seguida, nos trouxe a oportunidade de fazer o mesmo em Moçambique, na África. O resto está acontecendo por aí. Acredito que trabalho social é nossa obrigação. O resultado é sempre gratificante. Isso é sucesso.”

Nem pensar

“Trabalho muito desde os 10 anos de idade. Então, não sei ficar parada. Muitos me perguntam por que eu não paro de trabalhar e vou descansar. Ora, porque eu não quero.”

Use máscara

“Minha base é Curitiba mas na verdade, hoje não tenho um lugar fixo. Aonde eu me sentir bem é o meu lugar. Seja aqui em frente ao mar, em São Paulo, em Paris. Sou uma pessoa sem máscaras. Máscara, para mim, só para me proteger contra a Covid.”

Com Mario Mendes

Donata Meirelles é consultora de estilo e atua há 30 anos no mundo da moda e do lifestyle.

Os artigos assinados são de responsabilidade exclusiva dos autores e não refletem, necessariamente, a opinião de Forbes Brasil e de seus editores.

Compartilhe esta publicação: