Obesidade é doença crônica que exige atenção; entenda

No mês do Dia Mundial de Combate à Obesidade, saiba o que é a doença e quais atitudes e hábitos podem preveni-la.

Eduardo Rauen
Compartilhe esta publicação:
Peter Dazeley/Getty Images
Peter Dazeley/Getty Images

A obesidade traz com ela uma série de outras doenças

Acessibilidade


A obesidade é um problema global. Os dados são realmente muito preocupantes: mais de 1 bilhão de pessoas estão acima do peso. A questão é tão grave que o dia 4 de Março foi estabelecido como Dia Mundial de Combate à Obesidade. No Brasil, a data também é marcada como Dia Nacional de Prevenção à Obesidade. 

Conceitualmente, obesidade seria o excesso de gordura corporal, sendo que é considerado obeso a pessoa com o IMC (Índice de Massa Corporal) acima de 30 kg/m2, e os que estão dentro da normalidade, estariam entre 18,5 e 24,9 kg/m2 de IMC.

VEJA TAMBÉM: Entenda a relação entre obesidade e câncer

A obesidade traz com ela uma série de outras doenças como a hipertensão arterial, cardiopatias, diabetes, doenças cardiovasculares e até mesmo o câncer, além de dificuldades de locomoção assim como problemas articulares.

É uma doença crônica e deve ser tratada com muito respeito e atenção!

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

A pandemia iniciada em 2020 só aumentou os números no que tange a essa doença. As pessoas passaram a se alimentar muito mal e a ingerir um maior número de calorias, e em contrapartida, diminuíram muito o gasto calórico, porque diminuíram as atividades físicas. 

Na ocasião do dia que traz à cena o combate à obesidade, precisamos desmistificar a doença como sendo um problema estético e comportamental, mas sim como sendo uma doença crônica e como tal deve ser tratada e considerada.

Ela vem acompanhada de diversos fatores e muitas vezes necessita de acompanhamento de equipe multiprofissional para o auxílio no tratamento e acompanhamento com o único objetivo de cuidar da saúde do indivíduo.

O combate se inicia desde antes do nascimento de uma criança. Inicia-se com o cuidado da gestante durante a gravidez. Depois com a introdução alimentar da criança durante a primeira infância e assim por diante.

VEJA TAMBÉM: Já ouviu falar de crononutrição?

Os hábitos devem ser inseridos no seio familiar, com o consumo de alimentos saudáveis e incentivo à prática de atividade físicas.

Além disso, políticas públicas que assegurem a promoção de hábitos alimentares saudáveis ao longo da vida e também campanhas públicas e sociais que apoiem o marketing alimentar, são algumas das recomendações de um conjunto de ações a serem implementadas pela Organização Mundial da Saúde, cujo objetivo deve ser alcançado até o ano de 2025.

Combater a obesidade é algo que demanda um esforço global, através de campanhas educativas, como foi feito de forma incisiva com o cigarro.

A conscientização da população é o principal caminho para que se entenda a importância de cuidar da saúde através da alimentação, exercícios físicos e controle do peso.

Eduardo Rauen é médico nutrólogo e diretor técnico do Instituto Rauen (Instagram: @institutorauen)

Os artigos assinados são de responsabilidade exclusiva dos autores e não refletem, necessariamente, a opinião de Forbes Brasil e de seus editores.

Compartilhe esta publicação: