No ponto: Três erros de português que você comete

Quase ninguém está imune aos erros de português, mas com a ajuda de Cíntia Chagas você pode deixar de cometer alguns dos mais comuns.

Cíntia Chagas
Compartilhe esta publicação:
Getty
Getty

Os erros de português podem ser encontrados até mesmo no ambiente corporativo.

Acessibilidade


Hoje trataremos de três erros de português bastante cometidos no dia a dia profissional. Comecemos com algo simples, corriqueiro. Devemos falar que o endereço fica localizado À rua x, A rua x ou NA rua x? A resposta é bem simples, leitor. Se o endereço fica localizado EM algum lugar, ele só pode estar NA (mistura de EM + A) rua x.

Voltemo-nos agora para outro erro comum, a pronúncia de SUBSÍDIO. Ora, desde quando SUBSÍDIO tem som de Z? Assim como pronunciamos SUBSOLO com som de S, devemos falar SUBSÍDIO, e não “SUBZÍDIO”.

SAIBA MAIS: No ponto: Vontade de ficar à toa ou à-toa?

Não menos importante é a confusão que se faz com as horas. Devemos dizer meio-dia e MEIA, jamais meio-dia e MEIO, já que MEIA vem de MEIA hora. No que diz respeito às horas, deve-se salientar também que é preciso concordar o verbo com o número. Assim, nada de falar por aí que já SÃO uma hora, meio-dia ou meia-noite. A concordância, nesses três casos, ocorre no singular: É uma hora, É meio-dia, É meia-noite. Entendeu?

Prometi três erros, mas mencionei quatro. Que bom pra você.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

Até semana que vem.

Compartilhe esta publicação: