Via Varejo conclui processo de alongamento de dívidas

iStock
iStock

Via Varejo comunicou a colocação de 100% e liquidação de sua 5ª emissão pública de debêntures e a recompra de 99,8% das notas promissórias com vencimento em setembro

A Via Varejo comunicou hoje (1) a colocação de 100% e liquidação de sua 5ª emissão pública de debêntures e a recompra de 99,8% das notas promissórias com vencimento original em setembro de 2020.

“Como resultado, a companhia alonga a dívida em aproximadamente R$ 1,5 bilhão, de vencimento em set/20 para prazo médio aproximado de 1,5 ano, com vencimentos postergados para jun/21 (1ª série) e jun/22 (2ª série).”

VEJA TAMBÉM: Inscreva-se no Canal Forbes Pitch, no Telegram, e fique por dentro de tudo sobre empreendedorismo

Ainda no processo de fortalecimento de sua estrutura de capital, a Via Varejo disse que concluiu alongamento, via instrumento financeiro de dívida, pelo prazo final de dois anos, de operações de Risco Sacado/antecipação de fornecedores com vencimentos originais no segundo trimestre de 2020.

“A companhia alonga a dívida em aproximadamente R$ 2,5 bilhões, com vencimento neste trimestre, para o prazo médio aproximado de 1,2 ano. O aumento da dívida bancária de R$ 2,5 bilhões corresponde à redução da conta fornecedores no mesmo valor”, afirmou a dona das redes Casas Bahia e Ponto Frio.

A Via Varejo acrescentou que essas operações, em complemento à oferta de ações realizada no mês passado, concluem o seu reforço e fortalecimento da estrutura de capital.

“Desta forma, a companhia alonga aproximadamente R$ 4 bilhões, com vencimento médio em 60 dias para prazo aproximado de 1,3 ano, o que somado à capitalização da companhia de aproximadamente R$ 4,4 bilhões, resulta, na somatória entre as medidas de reforço e preservação de caixa, em um total de R$ 8,4 bilhões no período.” (Com Reuters)

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Inscreva-se no Canal Forbes Pitch, no Telegram, para saber tudo sobre empreendedorismo.

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).