Hong Kong dá aval inicial para primeira bolsa de criptomoedas

 Prasert Krainukul/GettyImages
Prasert Krainukul/GettyImages

Aprovação final está sujeita a certas condições, afirma o documento, sem identificá-las

O regulador dos mercados de Hong Kong aceitou, em princípio, emitir uma licença para a empresa de criptomoedas OSL Digital, uma unidade do Grupo BC apoiado pela Fidelity, disse a empresa hoje (21).

A OSL disse em novembro passado que se tornou a primeira empresa a pedir uma licença de ativos digitais da Comissão de Valores Mobiliários e Futuros de Hong Kong sob novas regras que permitem negócios regulados. Nenhuma outra empresa disse ter recebido tal aprovação até agora.

Leia mais: Fabricante chinesa de veículos elétricos deve captar até US$ 1,1 bi em IPO nos EUA

Reguladores em todo o mundo têm debatido se e como devem regular criptomoedas ou indústria de ativos virtuais.

O OSL e alguns de seus concorrentes dizem que aceitam as regulamentações para tornar mais fácil a prestação de serviços às instituições financeiras que desejam negociar criptomoedas.

O presidente do Grupo BC, Hugh Madden, disse que o benefício de ser regulado é poder ser capaz de reduzir risco ao se envolver com outras entidades regulamentadas.

O BC Group fornece serviços de publicidade, bem como seu negócio de moedas virtuais, que responde pela maior parte de suas receitas. Ela teve prejuízo de 90,8 milhões de iuans (US$ 13,1 milhões) no primeiro semestre.

A aprovação final está sujeita a certas condições, afirma o documento, sem identificá-las.

Outros reguladores asiáticos também procuram regular as empresas de criptomoedas.

Leia também: Messi está perto de ser o próximo atleta a atingir ganhos de US$ 1 bilhão na carreira

Singapura está em processo de licenciamento para empresas de ativos digitais, e algumas bolsas optaram por pedir licenças lá, em vez de Hong Kong, pois as regras são menos rigorosas.

A agência de serviços financeiros do Japão já regula algumas bolsas de criptomoedas. (Com Reuters)

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Participe do canal Forbes Saúde Mental, no Telegram, e tire suas dúvidas.

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).