Pedidos de auxílio-desemprego nos EUA têm leve recuo, mas seguem elevados

REUTERS/Sarah Silbiger
REUTERS/Sarah Silbiger

Foram registradas 840 mil novas solicitações na semana encerrada em 3 de outubro, ante 849 mil pedidos da semana anterior

O número de pedidos de seguro-desemprego nos EUA segue elevado, com 840 mil novas solicitações apenas na semana encerrada em 3 de outubro, ante 849 mil pedidos realizados na semana anterior, segundo informações divulgadas nesta manhã pelo departamento do Trabalho do país.

Apesar do recuo, os dados revelam que a recuperação do mercado de trabalho – aspecto vital para a saída da crise econômica norte-americana – segue em passos lentos. Economistas consultados pela Reuters previam 820 mil pedidos para a última semana.

O número de pessoas recebendo o seguro por meio dos programas estaduais do país teve leve queda, a 11,8 milhões na semana encerrada em 19 de setembro, contra 12,7 milhões da semana anterior.

O Congresso discute com a Casa Branca um novo pacote de estímulo financeiro às famílias norte-americanas. Os democratas rejeitam o envio de um novo cheque no valor de US$ 1.200,00, afirmando que a medida é insuficiente para as famílias. (Com Reuters)

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).