Desaparecimento de fundador do Alibaba alimenta rumores sobre paradeiro de bilionário

Jack Ma não aparece em público desde um fórum no final de outubro em Xangai.

Redação
Compartilhe esta publicação:
Charles Platiau/Reuters
Charles Platiau/Reuters

Jack Ma não aparece em público desde um fórum no final de outubro em Xangai

Acessibilidade


A ausência do fundador do Alibaba, Jack Ma, da vista do público nos últimos dois meses, incluindo a falta do episódio final de um programa de TV em que ele apareceria como jurado, tem alimentado especulações sobre seu paradeiro em meio a uma repressão regulatória chinesa sobre seu império de negócios.

O empresário de maior destaque da China não aparece em público desde um fórum no final de outubro em Xangai, onde ele criticou o sistema regulatório da China em um discurso que o colocou em rota de colisão com autoridades do país e que resultou na suspensão da oferta pública inicial de ações (IPO) de US$ 37 bilhões do braço financeiro Ant Group.

LEIA MAIS: Bilionário da indústria de água engarrafada torna-se homem mais rico da China

O “Financial Times” informou na sexta-feira (1) que Ma foi substituído como jurado no episódio final em novembro de um game show para empresários chamado de Heróis Empresariais da África.

Uma porta-voz do Alibaba disse à Reuters hoje (4) que a mudança foi devido a um conflito de agenda. Ela não deu mais informações.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

Os reguladores chineses se concentraram nos negócios de Ma desde seu discurso de outubro, incluindo o lançamento de uma investigação antitruste sobre o Alibaba e ordenando a Ant para promover uma reorganização de seus negócios de financiamento ao consumidor, incluindo a criação de uma holding.

“Acho que foi dito para ele se calar”, disse Duncan Clark, presidente da consultoria de tecnologia com sede em Pequim BDA China. “Isto é um situação bastante única, mais ligada à escala da Ant e às sensibilidades sobre a regulamentação financeira”, disse ele. (Com Reuters)

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Siga Forbes Money no Telegram e tenha acesso a notícias do mercado financeiro em primeira mão

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Compartilhe esta publicação: