Goldman vê recuo do preço do petróleo como oportunidade de compra

Angus Mordant/Reuters
Angus Mordant/Reuters

Os preços do petróleo devem fechar com queda de cerca de 9% nesta semana após uma queda do Brent de cerca de 7% ontem (18)

O Goldman Sachs vê o recuo do preço do petróleo como uma oportunidade de compra e prevê que o petróleo tipo Brent pode atingir $ 80 por barril no verão do hemisfério norte, mesmo com a recente alta dos preços “dando uma grande pausa”.

Os preços do petróleo devem fechar com queda de cerca de 9% nesta semana, depois que crescentes preocupações sobre a fraca demanda na Europa e o fortalecimento do dólar norte-americano provocaram uma queda do Brent de cerca de 7% ontem (18).

LEIA MAIS: Preços do petróleo caem por estoques e novas preocupações de demanda

O Brent saltou acima de $ 70 o barril em 8 de março, pela primeira vez desde o início da pandemia de Covid-19. Hoje (19), porém, era negociado em torno de $ 63,47 o barril.

Apesar da queda acentuada nos preços, o Goldman espera um rápido reequilíbrio do mercado de petróleo nos próximos meses.

O banco de Wall Street disse que fatores contrários relacionados à demanda da União Europeia e ao fornecimento do Irã reduziriam o reequilíbrio do mercado de petróleo em 750 mil barris por dia (bpd) no segundo trimestre, embora espere que a Opep+ (Organização dos Países Exportadores de Petróleo e outros países com grande produção do recurso) aja para compensar isso.

O banco prevê um aumento de 2,8 milhões de bpd na produção da Opep+ em agosto, bem acima do aumento da produção previsto pela Opep e pela Agência Internacional de Energia.

“Estimamos que o mercado de petróleo tenha permanecido em um grande déficit de 2,5 milhões de bpd desde fevereiro, apesar de nossa estimativa de que as exportações do Irã tenham aumentado 700 mil bpd no acumulado do ano”, disse Goldman em nota, na quinta-feira.

VEJA TAMBÉM: Superciclo do petróleo é improvável devido a amplos estoques e oferta, diz IEA

O banco espera um aumento significativo na demanda global por petróleo nos próximos meses, apoiado em indicadores de demanda em áreas de elevada taxa de vacinação Covid-19. A previsão do Goldman para o Brent subiu de 65 dólares por barril em março para 80 dólares por barril neste verão do hemisfério norte.

O banco disse que um ritmo mais rápido de vacinação nos Estados Unidos e maiores gastos fiscais criam riscos de alta para suas estimativas de demanda. (Com Reuters)

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Siga Forbes Money no Telegram e tenha acesso a notícias do mercado financeiro em primeira mão

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).