Linx tem perda extraordinária no 4º trimestre e atrasa divulgação do balanço

pidjoe/GettyImages
pidjoe/GettyImages

A companhia detectou uma perda extraordinária de cerca de R$ 41 milhões em seu braço de pagamentos

A empresa de tecnologia para o varejo Linx informou ontem (29) que detectou uma perda extraordinária de cerca de R$ 41 milhões em seu braço de pagamentos.

Em fato relevante, a empresa mencionou “perdas operacionais incomuns” na Linx Pay, “como consequência do cancelamento de transações atípicas por parte de terceiros na utilização de máquinas comercializadas por um parceiro comercial” cujo nome não foi revelado.

LEIA MAIS: Tudo sobre finanças e o mercado de ações

Informou apenas que a perda não foi oriunda de clientes Linx Core e Linx Digital e que o valor estimado será todo lançado no resultado do quarto trimestre, cuja divulgação inicialmente prevista para 30 de março, foi adiada para 19 de abril.

A Linx explicou ainda que avaliará a viabilidade de obter ressarcimento das perdas, mas já adiantou que o episódio não muda as condições com a StoneCo.

Acionistas da Linx aprovaram em novembro a oferta de aquisição proposta pela processadora de cartões StoneCo em um negócio de cerca de R$ 6,8 bilhões.

Em comunicado separado, a Stone afirmou que manterá o plano de transferir a Linx Pay para sua própria plataforma de pagamentos e que o anúncio desta segunda-feira não altera as expectativas que a Stone em relação ao negócio Linx. (com Reuters)

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Siga Forbes Money no Telegram e tenha acesso a notícias do mercado financeiro em primeira mão

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).