Forbes Radar: Netflix, CCR, Vale e outros destaques corporativos

No Forbes Radar de hoje (22), enquanto a Hapvida precificou a ação do IPO em R$ 15 e levantou o montante de R$ 2,7 bilhões, a GPS reduiu a faixa de preço do ativo entre R$ 11,25 e R$ 13, o que era R$ 13 a R$ 15,50 – o papel terá o preço determinado hoje.

Ao mesmo tempo em que o CTC (Centro de Tecnologia Canavieira) solicitava a interrupção do pedido de abertura de captal devido à piora do mercado, a PicPay pedia registro na Nasdaq.

Veja estes e outros destaques corporativos do dia:

P&G (PGCO34)

A Procter & Gamble superou estimativas para lucro e vendas trimestrais, uma vez que consumidores mantiveram seus estoques de sabonetes, detergentes e outros produtos de limpeza, mesmo com o começo da vacinação contra a Covid-19.

O lucro líquido atribuível à empresa aumentou 12%, para US$ 3,27 bilhões, ou US$ 1,26 por ação, superando as estimativas de US$ 1,19 por ação.

A crise global de saúde impulsionou as vendas de produtos de higiene e limpeza da P&G, como papel higiênico Charmin e detergentes para a roupa Tide, por mais de um ano, à medida que os consumidores estocaram suprimentos essenciais e de limpeza para ficarem preparados para medidas de lockdown.

Com a demanda ainda alta, a P&G manteve seu crescimento anual de vendas de 5% a 6%. A fabricante da Gillette também aumentou suas recompras de ações planejadas para o ano fiscal de 2021 em US$ 1 bilhão, para US$ 11 bilhões.

O lançamento de vacinas e o retorno inicial de pessoas a um ritmo de vida relativamente normal levantam dúvidas sobre por quanto tempo esse nível de crescimento pode ser mantido. Além disso, os preços das commodities também estão subindo.

A P&G disse que começou a aumentar os preços de seus produtos de cuidados com o bebê, cuidados femininos e incontinência adulta nos Estados Unidos.

As vendas líquidas da P&G aumentaram 5%, para US$ 18,1 bilhões no terceiro trimestre encerrado em 31 de março, em comparação com a estimativa média dos analistas de US$ 17,90 bilhões, de acordo com dados IBES da Refinitiv.

Johnson & Johnson (JNJB34)

A Johnson & Johnson divulgou a receita e lucro do primeiro trimestre de 2021 acima das expectativas e elevou o pagamento de dividendos aos acionistas. O lucro líquido aumentou quase 7%, para US$ 6,20 bilhões (ou US$ 2,32 por ação). As vendas cresceram 7,9%, para US$ 22,32 bilhões, superando as estimativas de US$ 21,98 bilhões.

A empresa também declarou um aumento em seu dividendo trimestral para US$ 1,06 por ação, ante US$ 1,01. Outro crescimento foi o de US$ 100 milhões em vendas para sua vacina contra a Covid-19, que teve o uso suspenso por reguladores dos EUA na semana passada.

A empresa, que já havia dito que a vacina estará disponível sem fins lucrativos até o fim da pandemia, também estreitou a faixa estimativa para o seu lucro ajustado em 2021.

Excluindo itens extraordinários, a empresa teve lucro de US$ 2,59 por ação, superando as estimativas dos analistas de US$ 2,34, de acordo com dados IBES da Refinitiv.

As vendas do medicamento contra o câncer Darzalex aumentaram 45,7%, para US$ 1,37 bilhão, e as vendas do Stelara, um tratamento para a doença de Crohn e psoríase, subiram cerca de 18%, para US$ 2,15 bilhões.

Netflix (NFLX34)

A Netfix registrou lucro líquido de US$ 1,71 bilhão no primeiro trimestre de 2021, alta de 141,2% em relação ao mesmo período do ano passado. A receita da companhia cresceu 24,2% no comparativo anual, para US$ 7,2 bilhões. O montante, porém, ficou abaixo dos US$ 7,3 bilhões que a plataforma havia estimado.

O lucro por ação diluído ficou em US$ 3,75 no primeiro trimestre, ante os US$ 1,57 de 2020, impulsionado por um ganho cambial de US$ 253 milhões em relação ao euro.

A Netflix recebeu 4 milhões de assinantes. A estimativa era de 6,3 milhões. Ao final do trimestre, a plataforma contava com 207,6 milhões de usuários.

Locaweb (LWSA3)

A Locaweb anunciou a aquisição do Bling, sistema de gestão online, para o segmento de e-commerce e micro e pequenas empresas. O preço de fechamento da aquisição é de aproximadamente R$ 524,3 milhões e está sujeito, ainda, a determinados ajustes de dívida líquida e capital de giro.

Assim como a Locaweb, o Bling vem apresentando forte crescimento. Nos últimos 12 meses, a base de clientes pagantes da companhia aumentou 62% e o ARR (Receita Anual Recorrente) atingiu R$ 60 milhões, um crescimento anual de 79%, além de ser uma operação com ótima capacidade de geração de Ebitda.

Simultaneamente à assinatura do contrato de compra e venda da operação, a Locaweb também celebrou contrato de compra e venda para a aquisição da totalidade das ações de emissão da Pagcerto Soluções em Pagamento.

De acordo com a Locaweb, “a aquisição deixa o portfólio ainda mais robusto e entra no importante e sinérgico mercado de sistemas de gestão.”

IRB Brasil (IRBR3)

A IRB Brasil Registrou mais um mês de melhora nos resultados mensais. O Lucro líquido de fevereiro ficou em R$20,8 milhões, ante um lucro líquido do mesmo mês em 2020 (R$ 700 mil). No acumulado do bimestre, o lucro líquido acumulado de R$38,8 milhões ante um prejuízo líquido no mesmo período de 2020 de R$ 131,3 milhões.

O Ebitda da companhia em fevereiro deste ano foi positivo em R$29,3 milhões, uma melhora em relação a 2020 (R$8,7 milhões). Já no bimestre, o resultado ficou em R$59,3 milhões, comparado a um resultado negativo de R$198,9 milhões no mesmo período de 2020.

CCR (CCCRO3)

O grupo liderado pela CCR venceu o leilão para concessão das linhas 8-Diamante e 9-Esmeralda da CPTM (Companhia Paulista de Trens Metropolitanos), com oferta de R$ 980 milhões de outorga, ampliando a liderança da concessionária sobre o setor de mobilidade urbana em São Paulo.

Com ágio de cerca de 202% sobre o valor mínimo definido no edital, o Consórcio Via Mobilidade, formado pela CCR e pela RuasInvest, do empresário luso-brasileiro José Ruas Vaz, garantiu o direito de administrar as linhas por 30 anos.

Durante esse período, espera-se que o grupo invista R$ 3,35 bilhões, sendo R$ 2,6 bilhões nos primeiros seis anos

Lojas Americanas (LAME4) e B2W (btow3)

A Lojas Americanas acertou a compra de 70% do Grupo Uni.co, dono das marcas de varejo Puket e Imaginarium. O acordo prevê a aquisição dos 30% restantes em 3 anos.

Controlado desde 2012 pela gestora Squadra Investimentos, o Grupo Uni.co tem uma rede de mais de 440 franquias, além de canais digitais.

Em outubro passado, a empresa pediu registro para uma oferta inicial de ações em busca de recursos para comprar novos negócios, investir em tecnologia e reforçar o capital de giro. No entanto, o plano não se confirmou, uma vez que a volatilidade do mercado acionário doméstico nos últimos meses atropelou a meta de ao menos duas dezenas de outras empresas brasileiras que pretendiam fazer o mesmo.

Ao mesmo tempo, a CVM (Comissão de Valores Mobiliários) também aceitou o acordo da Lojas Americanas e da B2W, medidante o pagamento de R$ 645 mil. O diretor de RI da Lasa, Carlos Eduardo Padilha, e o diretor de RI da B2W eram acusados de projetar crescimento das companhias em um “investor Day” realizado em 2019. No evento, ambos anunciaram um aumento da base de clientes, números de transações e frequência de compras para até 2022.

Hapvida (HAPV3)

A Hapvida precificou a oferta de ações a R$ 15 por ativo, em uma operação que movimentou R$ 2,7 bilhões.

O preço representa um desconto de 1,8% em relação ao fechamento da ação na véspera, de R$ 15,28.

Após a oferta, o capital social da Hapvida passou para R$ 7,85 bilhões, dividido em 3,8 bilhões de ações.

CTC (CTCA3)

O CTC (Centro de Tecnologia Canavieira) pediu a interrupção formal do pedido de registro para oferta inicial de ações ordinárias, devido à piora do mercado.

“A companhia informa que a realização do IPO segue nos seus planos e informará ao mercado sobre quaisquer desenvolvimentos relacionados ao tema”, afirmou a empresa em nota.

A companhia do agronegócio havia registrado o IPO em outubro passado, afirmando que buscaria recursos para investir em projetos de sementes sintéticas, em seleção genômica e em novos negócios, incluindo bioinformática.

Com a deterioração do mercado acionário doméstico a partir de janeiro, a empresa que tem entre os sócios Copersucar, Raízen, São Martinho e o braço de participações do BNDES, BNDESPar, adiou o plano. Ainda anunciou em fevereiro uma retomada do processo, agora formalmente interrompido.

Vale (VALE3)

A mineradora Vale assinou contrato definitivo com a Mitsui para aquisição da totalidade da participação do grupo japonês na mina de carvão de Moatize e no CLN (Corredor Logístico de Nacala).

O acerto final com a Mitsui marca uma etapa inicial do desinvestimento pela Vale de seu negócio de carvão, disse a companhia em comunicado na noite de segunda-feira, no qual destacou que o movimento está em linha com sua estratégia de disciplina na alocação de capital e simplificação de portfólio.

A Vale anunciou em janeiro que pagaria US$ 1 pela participação da Mitsui nos ativos de mina. A mineradora brasileira disse que a saída do carvão também reforça sua meta de se tornar uma líder em mineração de baixo carbono, bem como seu compromisso com o Acordo de Paris.

Petrobras (PETR4)

A Petrobras está estudando alternativas para a SIX (Unidade de Industrialização do Xisto), em São Mateus do Sul (PR), caso suas operações se tornem economicamente inviáveis, afirmou a estatal, após petroleiros anunciarem que a empresa ameaça fechar a unidade.

A SIX, que está à venda pela estatal, tem valores em royalties em negociação com a ANP (Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis), admite a companhia – sem mencionar valores.

Segundo informação do site da Petrobras, a SIX produz a óleos combustíveis, GLP, gás combustível, nafta, enxofre e insumos para pavimentação.

A Petrobras destacou ainda que a SIX é a maior contribuinte de São Mateus do Sul, respondendo por aproximadamente 45% da arrecadação de ICMS e indiretamente por cerca de 50% do ISS, além dos royalties sobre a produção de óleo e gás de xisto.

Desde 2013, a SIX já pagou mais de R$ 63 milhões em royalties, 20% para o município de São Mateus do Sul, segundo a petroleira.

Em comunicado, a FUP (Federação Única dos Petroleiros) afirmou que a petroleira está ameaçando fechar a SIX, caso autoridades estaduais e municipais não aceitem renegociar uma dívida de royalties.

Segundo a FUP, a Petrobras teria uma dívida com a prefeitura de São Mateus do Sul e o Estado do Paraná de R$ 1 bilhão.

Apple (APPL34)

A Apple anunciou uma linha de computadores iMac finos e iPads com vídeo de alta qualidade que usam seus próprios processadores, acelerando sua migração para longe da Intel e mirando o trabalho remoto.

A companhia também apresentou uma série de outros produtos, incluindo as AirTags, dispositivos de rastreamento para encontrar itens perdidos, e os serviços de assinatura de podcasts. As AirTags custarão US$ 29 cada, ou quatro por US$ 99, enquanto o iMac terá preço inicial de US$ 1,2 mil. Ambos estarão disponíveis a partir de 30 de abril.

A Apple também anunciou serviços de assinatura dentro do Apple Podcasts, que irão competir com o rival Spotify. Os preços das assinaturas serão definidos pelos criadores e cobrados mensalmente. A empresa cobrará dos criadores 19,99 dólares por ano para manter o programa de podcast.

Cyrela (CYRE3)

A Cyrela assinou a venda das fatias de alguns shoppings por R$ 265 milhões. A transação envolve 31,59% do Shopping D e 7% do Shopping Cidade São Paulo, ambos na capital paulista, e 40% do Shopping Estação BH, em Belo Horizonte (MG).

GPS (GGPS3)

A prestadora de serviços de limpeza, segurança e logística GPS reduziu a faixa de preço por ação em sua oferta pública inicial, que terá seu preço determinado hoje, segundo uma fonte com conhecimento do assunto.

A GPS, que tem as gestoras de private equity Warburg Pincus e Gávea entre seus investidores, fixou o novo intervalo de preço das ações entre R$ 11,25 e R$ 13, contra uma faixa anterior de R$ 13 a R$ 15,50.

A companhia e seus acionistas esperam levantar cerca de R$ 2,3 bilhões na oferta.

PicPay

A carteira digital PicPay, controlada pelo grupo J&F da família Batista, pediu registro para realizar uma oferta inicial de ações na bolsa de valores norte-americana Nasdaq, segundo documento regulatório protolocado pela companhia.

A empresa, que se apresenta como maior super app do Brasil, com 38,8 milhões de usuários cadastrados, sendo 28,4 milhões deles ativos, pretende vender ações ordinárias Classe A. As de classe B, votantes, seguirão com o grupo controlador.

Atualmente, a empresa é presidida por José Antonio Batista, neto do fundador da JBS, também do grupo J&F.

A companhia pretende com o recursos do IPO ampliar o seu marketplace financeiro e prevê lançar serviço de anúncios até o final deste ano. O PicPay afirma também que tem uma base 1,2 milhão de lojistas e que teve receitas de R$ 389,6 milhões em 2020 e prejuízo de R$ 803,7 milhões.

Consultada, a empresa afirmou porém que está pronta para dar lucro e que já opera com margens positivas. “O resultado está diretamente relacionado ao ritmo acelerado da nossa estratégia de crescimento”, disse em nota.

Com a oferta, que será conduzida por Bradesco BBI, BTG Pactual e Santander, a empresa pretende levantar recursos para “acelerar nosso crescimento com uma estratégia de M&A que inclua metas que irão expandir nosso portfólio de produtos, melhorar nossas competências e aumentar nossa presença ao longo de nossa cadeia de valor ou encurtar nosso caminho para novos mercados”, diz trecho do prospecto.

Gerdau (GGBR3)

A Gerdau vai retomar as operações de produção de aço na unidade de Araucária (PR) no segundo semestre deste ano, segundo comunicado da siderúrgica, citando cenário positivo para a demanda por aço no Brasil. O investimento para o reinicio das atividades na usina, de acordo com a companhia, é de R$ 55 milhões.

Com capacidade anual de produção de 420 mil toneladas de aço bruto, a unidade, hibernada desde 2014, terá suas atividades retomadas gradualmente, com os volumes ajustados em linha com a evolução do mercado nacional, disse a empresa.

Lojas Renner (LREN3)

Após a Renner confirmar a realização de uma oferta de ações que pode levantar R$ 6,5 bilhões e que teria como objetivo a compra de uma empresa do setor varejista, especulações foram criadas no mercado. Nomes como C&A, Lojas Marisa e Hering surgiram.

Contudo, na última terça-feira (20), o Estado de S. Paulo apurou que a Dafiti, que tem um valor estimado no mercado de R$ 10 bilhões, é o alvo claro da Renner. O jornal afirma que a expectativa é de que a transação envolva pagamento em dinheiro e troca de ações.

(Com Reuters)

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Siga Forbes Money no Telegram e tenha acesso a notícias do mercado financeiro em primeira mão

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).