Forbes Radar: Elfa, Dasa, Monday.com, Eletrobras, JBS e outros destaques corporativos

No Forbes Radar de hoje (2), a B3 aceitou o pedido da Elfa, provedora de soluções e serviços de logística em saúde no Brasil, para a listagem no novo mercado, e a Privalia informou que pretende retomar seu pedido, mas agora será 476, ou seja, destinado apenas à investidores profissionais. Ao mesmo tempo, a Conasa, companhia de infraestrutura, registra pedido de oferta na CVM (Comissão de Valores Mobiliários).

Já no exterior, a Monday.com está buscando uma avaliação de aproximadamente R$ 6 bilhões, pretendendo listar suas ações na Nasdaq, e a Cnova, o braço de comércio eletrônico do varejista francês Casino, planeja levantar cerca de € 300 milhões.

Nesta quarta-feira também, as redes hospitalares anunciaram novas aquisições. Enquanto a Dasa fechou sua primeira compra pós-IPO do Hospital da Bahia por R$ 850 milhões, a Rede D’Or São Luiz comunicou que sua filiada Hospitais Integrados da Gávea obteve 100% do capital social do Serra Mayor Serviços Médicos e o Fleury adquiriu 100% do Laboratório Pretti e do Laboratório Bioclínico por R$ 315,1 milhões.

Veja estes e outros destaques corporativos do dia:

Marfrig (MRFG3) e BRF (BRFS3)

A produtora de carne bovina Marfrig solicitou formalmente ao Cade (Conselho Administrativo de Defesa Econômica) a aprovação da compra de quase um quarto das ações circulantes da BRF pela companhia.

Uma porta-voz da Marfrig disse à Reuters ontem (01) que o pedido, que deve ser analisado em um procedimento “fast-track”, foi realizado em 28 de maio e poderá ser processado em até 30 dias.

A Marfrig, que gastou cerca de US$ 800 milhões para construir a posição na BRF ao longo de alguns dias, disse que não possui planos imediatos de buscar representação no conselho da companhia.

Em e-mail enviado à Reuters, o Cade afirmou que até o momento não houve qualquer menção no Diário Oficial da União ao pedido feito pela Marfrig ao órgão.

Apple (AAPL34) e Google (GOGL34)

A Coinbase anunciou ontem (01) parceria com Apple e Google para permitir que usuários adicionem cartões de suas contas aos sistemas de carteira digital operados pelas duas gigantes de tecnologia.

O cartão da Coinbase adicionado às carteiras pode ser usado para compras do dia a dia com moedas digitais, afirmou a maior exchange de criptomoedas dos Estados Unidos.

A companhia afirmou que a carteira automaticamente converte as criptomoedas em dólares e transfere os recursos para o cartão da Coinbase do usuário, para que ele possa usá-lo em compras e em saques em caixas automáticos.

Conasa

A empresa de infraestrutura Conasa pediu registro para realizar uma IPO, segundo documento revelado ontem (01) pela CVM (Comissão de Valores Mobiliários).

Criada em 2007 e com sede em Londrina (PR), a Conasa atua em concessões públicas e parcerias público privadas regionais de saneamento, iluminação pública e rodovias.

A companhia tem entre os sócios os fundos fechados de previdência Serpros e Igreprev Tocantins, além de um grupo de 12 pessoas físicas reunidas sob o fundo de investimentos Infra Patrimonial I FIP. Nenhum deles venderá ações na oferta.

Assim, todos os recursos da operação irão para o caixa da Conasa, que pretende usá-los para participar de leilões de concessão de infraestrutura, participar de PPPs, reduzir dívidas e comprar participação em empresas do setor.

A companhia informa no prospecto preliminar da oferta que teve receita líquida de R$ 108,9 milhões no primeiro trimestre, aumento de 52,4% sobre um ano antes, com a margem Ebitda caindo de 51,2% para 37,4%. A alavancagem, medida pela relação entre dívida líquida e Ebitda, subiu de 1,76 para 3,88 vezes no período.

A oferta será coordenada por Santander, Itaú BBA, BTG Pactual, Banco ABC Brasil e Safra.

Monday.com

A companhia israelense de software monday.com está buscando uma avaliação de mais de US$ 6 bilhões em sua oferta pública inicial de ações, segundo documentos encaminhados ao mercado ontem (1).

A empresa, que entre os investidores estão Sapphire Ventures e o gestor Hamilton Lane, planeja vender 3,7 milhões de ações por US$ 125 a US$ 140 por papel, levantando cerca de US$ 518 milhões.

O braço de investimentos da Salesforce.com e a Zoom Video Communications vão participar da operação, com cada uma se comprometendo a subscrever US$ 75 milhões em ações da monday.com, afirmou a companhia.

Lançada em 2014 e codirigida por Roy Mann e Eran Zinman, a monday.com tem ferramentas software de trabalho que incluem gestão de projetos e projeção de vendas e coordenação de eventos.

A monday.com vai se listar na Nasdaq sob o símbolo “MNDY”.

JBS (JBSS3)

A JBS suspendeu alguns turnos em grandes frigoríficos nos Estados Unidos e Canadá ontem (1), depois de a empresa ter sido atingida por um ataque cibernético no fim de semana, ameaçando interromper as cadeias de abastecimento de alimentos e inflar ainda mais os preços.

O ataque fez com que as operações da JBS na Austrália fossem paralisadas na segunda-feira. A empresa, maior produtora de carnes do mundo, disse estar trabalhando para resolver o incidente que interrompeu o abate de animais nas fábricas da JBS em vários Estados dos EUA.

Cnova

A Cnova, o braço de comércio eletrônico do varejista francês Casino, planeja levantar cerca de € 300 milhões em uma oferta de novas ações para financiar crescimento e aumentar o percentual de ações em circulação no mercado.

O site Cdiscount da Cnova concorre com grupos internacionais como a Amazon na França, com uma plataforma no estilo marketplace, que conecta compradores a fornecedores terceirizados de produtos domésticos, equipamentos eletrônicos e brinquedos.

A Cnova, holding da Cdiscount, disse nesta terça-feira que planeja lançar a nova emissão de ações até o final do ano.

A empresa também disse que certos acionistas existentes da Cnova podem decidir vender algumas de suas ações para aumentar ainda mais seu free float, que atualmente é de 1%.

O Cdiscount é totalmente controlado pela Cnova, que tem como acionistas o Casino, com 65%, e o varejista brasileiro GPA, com 34%. O Casino pretende continuar a ser o acionista majoritário da Cnova.

Rumo (RAIL3)

O conselho de administração da Rumo aprovou ontem (1) emissão de R$ 1 bilhão em debêntures em duas séries, com prazos de 10 e 15 anos, de acordo com a ata da reunião enviada à CVM (Comissão de Valores Mobiliários).

Os recursos serão usados para investimento, pagamento futuro ou reembolso de gastos, despesas ou dívidas relacionadas ao projeto de investimento em infraestrutura na área de transporte e logística no setor ferroviário da Rumo Malha Paulista.

SAP (SAPP34)

A produtora alemã de software corporativo SAP adotou política flexível de trabalho para seus 100 mil funcionários no mundo, depois que a experiência de trabalho remoto criada por medidas de isolamento social ganhou apoio maciço entre os trabalhadores da companhia.

O grupo afirmou que uma pesquisa interna descobriu que 94% dos funcionários querem tirar proveito da flexibilidade de trabalho e quase metade planeja trabalhar no escritório por um ou dois dias na semana no futuro.

“Isso dá aos funcionários 100% de flexibilidade”, disse Julia White, diretora de marketing e soluções da SAP.

Com a política, os funcionários poderão trabalhar a partir de casa, no escritório ou remotamente e poderão também definir seus próprios horários de trabalho. A companhia vai reprojetar seus escritórios para abrir mais espaço para colaboração.

Outras empresas de tecnologia, incluindo Facebook, também adotaram de forma permanente o trabalho remoto.

LEIA MAIS: Tudo sobre finanças e o mercado de ações

Twitter (TWTR34)

O Twitter anunciou ontem (1) que vai começar a testar a exibição de anúncios na função de tuítes que desaparecem, chamados pela empresa de “Fleets”, buscando elevar receitas com oferta de mais produtos ao mercado publicitário.

A companhia já havia definido meta de dobrar o faturamento anual até 2023 em relação ao nível do ano passado, algo que pretende alcançar em parte com a venda de anúncios em mais locais da rede social.

Os anúncios no Fleets serão os primeiros no Twitter que aparecem em toda a tela do celular, afirmou a empresa. Anunciantes normalmente gostam de propagandas em tela cheia porque captam a atenção dos usuários.

As marcas que exibirem anúncios nos Fleets poderão também usar um recurso que direciona um usuário para o site da empresa ou outro endereço se ele mover o anúncio para cima com o dedo.

Vale (VALE3)

A mineradora Vale decidiu paralisar atividades de níquel, cobre e cobalto em Sudbury, no Canadá, após falhar em negociações com trabalhadores locais, justamente em um momento em que trabalha para agregar mais valor aos seus ativos de metais básicos.

Em comunicado ao mercado, a empresa explicou ontem (1) que os empregados representados por um sindicato local rejeitaram proposta da companhia para novo acordo coletivo de trabalho de cinco anos.

A Vale não informou sobre eventuais desdobramentos da paralisação das atividades.

A companhia quer destravar valor de ativos de metais básicos, cuja demanda tem sido alavancada pelo mercado de transição energética.

Eletrobras

O senador Marcos Rogério (DEM-RO) será o relator da MP (medida provisória) de privatização da Eletrobras no Senado, onde a matéria será analisada após aprovação da Câmara dos Deputados no final de maio.

A informação sobre a designação do relator foi divulgada no site do Senado ontem (1).

A MP de desestatização precisa ser aprovada pelos senadores antes de 22 de junho para que a operação seja levada adiante. Se não for deliberada até o final do prazo, a medida caducará e deixará de produzir efeitos.

Goldman Sachs (GSGI34)

Após o processo administrativo instaurado pela SMI (superintendência de relações com o mercado e intermediários), para apurar uma possível criação de condições artificiais mensalmente, entre Goldman Brasil e Goldman International entre janeiro de 2018 e dezembro de 2019, a CVM aprovou o termo entre o diretor Daniel Motta e o Goldman Sachs, mediante o pagamento de R$ 7,5 milhões.

Apurado pelo Valor Investe, as operações ocorriam no final de cada mês com o objetivo de reajustar preço, demanda ou oferta positivamente ou negativamente, através de lotes relevantes de contratos futuros de cupom cambial.

Elfa

A B3 deferiu o pedido da Elfa para listagem da companhia no Novo Mercado. Este segmento especial de negociação de valores mobiliários estabelece as mais rigorosas regras de governança corporativa e de divulgação de informações ao mercado. A Elfa é uma Companhia Aberta desde dezembro de 2020 com a concessão do registro na categoria A pela CVM.
Rede D’Or (RDOR3)

A Rede D’Or São Luiz comunicou que sua filiada Hospitais Integrados da Gávea concluiu a aquisição de 100% do capital social do Serra Mayor Serviços Médicos, incluindo seus imóveis (Hospital Serra Mayor). O valor de firma do Hospital é R$130 milhões.

O Hospital Serra Mayor está localizado em região de elevada densidade populacional na zona sudoeste da cidade de São Paulo, e possuirá capacidade de 102 leitos após conclusão da expansão já em andamento, com capacidade para expansão adicional de até 80 leitos.

Segundo o fato relevante, a previsão de Ebitda para o Hospital Serra Mayor é de R$ 17 milhões em 2022.

Fleury (FLRY3)

O Fleury anunciou ontem (1) a compra de 100% do Laboratório Pretti e do Laboratório Bioclínico, marcando a entrada da companhia especializada em diagnósticos médicos no Estado do Espírito Santo.

O Fleury pagou R$ 193,1 milhões pelo Laboratório Pretti, enquanto desembolsou outros R$ 122 milhões para assumir o Laboratório Bioclínico.

“Com estas aquisições, a companhia superou o patamar de um bilhão de reais investidos em aquisições nos últimos 5 anos – em que adquiriu 12 empresas que, juntas, somam mais de 125 unidades de atendimento e mais de R$ 500 milhões em receitas anuais”, afirmou o Fleury em fato relevante.

Banrisul (BRSR6)

O Banrisul informou que a data do “ex-direito” referente ao pagamento de JCP (juros sobre capital próprio) mudou de 3 de junho para 4 de junho e, consequentemente, a apresentação de comprovação de condição de imunes ou isentos de impostos mudou de 8 de junho para 9 de junho.

Sul América (SULA11)

A BlackRock informou a Sul América que a participação dos investidores alcançou, de forma agregada, 16.053.250 ações preferenciais, representando aproximadamente 2,51% do total de ativos emitidos pela companhia.

Mitre Realty (MTRE3)

A Mitre Realty anunciou ontem (1) parceria com a consultoria WayCarbon para desenvolver e consolidar um projeto estratégico ESG.

Segundo a companhia, “o projeto de consultoria tem previsão de um ano e três meses e promete, em 2022, um relatório completo de sustentabilidade, encorpando a agenda ambiental da Mitre Realty, bem como um plano completo que englobará dashboards de gestão para cada área.”

Banco do Brasil (BBAS3)

O Banco do Brasil informou que conselho de administração, após avaliação pelo comitê de pessoas, remuneração e elegibilidade, elegeu Marcelo Cavalcante de Oliveira Lima ao cargo de vice-presidente de desenvolvimento de negócios e tecnologia.

Equatorial Energia (EQTL3)

A Equatorial Energia informou que o ONS (Operador Nacional do Sistema) emitiu um TLD (termo de liberação definitivo) referente a entrada em operação do ativo SPE03, no valor total de R$ 116,5 milhões.

Desta forma, a Equatorial passará a ter RAP ativa de todos os seus empreendimentos em transmissão. E de acordo com a companhia, “reforçando seu compromisso em promover a melhoria da qualidade de energia através da construção e ampliação de subestações já existentes e aumento da extensão da malha do SIN (Sistema Interligado Nacional).

Dasa (DASA3)

A Dasa realizou sua primeira aquisição pós re-IPO. A companhia pagou R$ 850 milhões pelo Hospital da Bahia, seu primeiro empreendimento em Salvador. A companhia possui 309 leitos e faturou R$ 300 milhões no ano passado.

Há dois meses, a rede hospitalar levantou o montante de R$ 3,8 bilhões no follow-on.

Ambipar (AMBP3)

A Ambipar informou a aquisição de 70% da Centro Oeste Resíduos, através de sua controlada direta, Environmental Participações.

A Centro Oeste atua há 14 anos no gerenciamento e tratamento de resíduos perigosos, não perigosos, recicláveis e compostagem. Possui processos e controles que garantem a rastreabilidade do resíduo do início ao fim da cadeia produtiva de seus clientes. É líder de mercado no Mato Grosso, onde possui três bases operacionais, situadas em Cuiabá, Rondonópolis e Sinop. A Centro Oeste faturou R$18 milhões em 2020.

Segundo a companhia, “este movimento estratégico amplia a presença da Companhia na região centro oeste e fortalece sua posição de liderança tecnológica na oferta de soluções para gerenciamento total de resíduos. Em linha com seu plano estratégico de crescimento.

Privalia

Em entrevista ao NeoFeed, o CEO da Privalia, Fernando Boscolo, afirma que pretende retomar a oferta de ações que havia desistido no ano passado, mas agora será 476, ou seja, restrita para investidores profissionais.

(Com Reuters)

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Siga Forbes Money no Telegram e tenha acesso a notícias do mercado financeiro em primeira mão

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).