Economia estima valor médio para Auxílio Brasil de R$415

Aprovação da PEC dos Precatórios abriu espaço fiscal de R$ 60 bilhões para o pagamento do benefício.

Redação
Compartilhe esta publicação:
REUTERS/Adriano Machado
REUTERS/Adriano Machado

Prédio do Ministério da Economia em Brasília

Acessibilidade


O Ministério da Economia enviou na noite de quinta-feira (9) ofício ao relator-geral do Orçamento no qual estima valor médio mensal de R$ 415 para beneficiários do Auxílio Brasil.

A estimativa abrange a inclusão de famílias elegíveis ao programa até 30 de novembro deste ano.

O ofício foi enviado na mesma semana em que o Congresso Nacional promulgou os trechos da PEC dos Precatórios em que há consenso entre Câmara e Senado, abrindo espaço fiscal de R$ 60 bilhões para o pagamento do benefício, que substituiu o Bolsa Família.

SAIBA MAIS: Quais investimentos valem mais a pena com a alta da Selic?

Também nesta semana, o governo federal publicou medida provisória que institui o chamado Benefício Extraordinário, garantindo o pagamento em dezembro de 400 reais às famílias contempladas pelo programa Auxílio Brasil.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

No documento da Economia destinado ao relator-geral do Orçamento, deputado Hugo Leal (PSD-RJ), o governo previu ainda alta de 10% em 2021 para o INPC –índice que corrige o salário mínimo–, o que resultaria em um valor para o ano que vem de 1.210 reais.

Compartilhe esta publicação: