Elon Musk, da Tesla, lidera o grupo de bilionários com fortunas menores por queda das ações na semana

Confira o que ocorreu com as finanças dos fundadores do Google, Oracle, Amazon e Tesla, que perderam bilhões na semana de 14 a 21 de janeiro.

Matt Durot
Compartilhe esta publicação:
Win McNamee/Getty Images
Win McNamee/Getty Images

O valor líquido da fortuna de Musk agora é US$ 244,2 bilhões, depois de uma redução de US$ 23,9 bilhões na última semana

Acessibilidade


Os preços das ações de várias companhias caíram amplamente esta semana, com uma série de anúncios decepcionantes de empresas colidindo com os temores dos investidores de aumentos nas taxas de juros impulsionados pela inflação.

O preço das ações da Netflix, por exemplo, caiu mais de 20% na sexta-feira, com as perspectivas de crescimento de assinaturas decepcionando os analistas. O patrimônio líquido do cofundador e CEO da empresa, Reed Hastings, caiu US$ 1 bilhão, para US$ 4,1 bilhões, em resposta às notícias.

LEIA MAIS: Ações europeias caem em linha com liquidação global e registram terceira semana de perdas

Um dia antes, as ações da Peloton caíram mais de 20%, depois que a CNBC informou que uma empresa de equipamentos domésticos de exercícios físicos planeja suspender a produção para melhor se alinhar à demanda do consumidor. Foi a mais recente de uma série de decepções para o cofundador e CEO John Foley, que se tornou brevemente bilionário no auge da pandemia – seu patrimônio líquido despencou para cerca de US$ 480 milhões ante US$ 1,5 bilhão em abril passado.

As ações da Beachbody, rival de Peleton, também caíram cerca de 15% nesta semana, distanciando ainda mais o fundador e CEO Carl Daikeler da fortuna de US$ 1,7 bilhão que ele tinha em junho passado, quando sua empresa abriu o capital via SPAC. Seu patrimônio líquido agora é de apenas menos de US$ 240 milhões.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

Outro grande que perdeu foi o CEO da Moderna, Stéphane Bancel, cujo patrimônio líquido caiu 22% para US$ 5,2 bilhões, já que as ações caíram por seis dias seguidos, à luz de pesquisas crescentes sugerindo que o reforço Covid-19 da empresa é menos eficaz contra a variante ômicron.

As ações de tecnologia, em geral, foram particularmente atingidas pelos eminentes aumentos das taxas de juros. Cada um dos três principais índices de ações caiu mais de 4% esta semana, mas a queda de mais de 7% do NASDAQ foi a mais acentuada. Os mais atingidos foram os co-fundadores do SnapChat, Evan Spiegel, e Bobby Murphy, cujas fortunas caíram mais de 10% esta semana – ou quase US$ 1 bilhão cada.

Na verdade, todos, exceto um bilionário no top 10 das pessoas mais ricas do mundo, com tecnologia pesada, perderam pelo menos US$ 3 bilhões, incluindo Mark Zuckerberg, da Meta, e os cofundadores do Google, Larry Page e Sergey Brin.

Os patrimônios líquidos de Elon Musk, da Tesla, e Jeff Bezos, da Amazon, caíram mais de US$ 19 bilhões, resultando em um abalo entre as três pessoas mais ricas do mundo. As ações do conglomerado de bens de luxo de Bernard Arnault, LVMH, na verdade subiram ligeiramente nesta semana, adicionando US$ 4,5 bilhões à sua fortuna e levando-o a ultrapassar Bezos na sempre flutuante posição de vice-campeão.

Veja o que aconteceu com as fortunas das 10 pessoas mais ricas do mundo

A mudança no patrimônio líquido é do fechamento dos mercados entre sexta-feira, 14 de janeiro, e a última sexta-feira, 21 de janeiro.

1 | Elon Musk
Valor líquido: US$ 244,2 bilhões, redução de US$ 23,9 bilhões
País: Estados Unidos
Fonte de riqueza: Tesla

2 | Bernard Arnault & família
Valor líquido: US$ 190,7 bilhões, até US$ 4,5 bilhões
País: França
Fonte de riqueza: LVMH

3 | Jeff Bezos
Valor líquido: US$ 168,5 bilhões, redução de US$ 19,5 bilhões
País: Estados Unidos
Fonte de riqueza: Amazon

4 | Bill Gates
Valor líquido: US$ 131,3 bilhões, redução de US$ 3,2 bilhões
País: Estados Unidos
Fonte de riqueza: Microsoft

5 | Larry Ellison
Valor líquido: US$ 112,6 bilhões, redução de US$ 7,5 bilhões
País: Estados Unidos
Fonte de riqueza: Oracle

6 | Larry Page
Valor líquido: US$ 111,9 bilhões, redução de US$ 7,5 bilhões
País: Estados Unidos
Fonte de riqueza: Google

7 | Warren Buffett
Valor líquido: US$ 110,5 bilhões, redução de US$ 6,4 bilhões
País: Estados Unidos
Fonte de riqueza: Berkshire Hathaway

8 | Sergey Brin
Valor líquido: US$ 107,9 bilhões, redução de US$ 7,2 bilhões
País: Estados Unidos
Fonte de riqueza: Google

9 | Mark Zuckerberg
Valor líquido: US$ 107,5 bilhões, redução de US$ 10 bilhões
País: Estados Unidos
Fonte de riqueza: Meta

10 | Steve Ballmer
Valor líquido: US$ 94,7 bilhões, redução de US$ 3,8 bilhões
País: Estados Unidos
Fonte de riqueza: Microsoft

Outros perdedores notáveis da semana

Stephane Bancel
Valor líquido: US$ 5,2 bilhões, redução de US$ 1,4 bilhão
País: Estados Unidos
Fonte de riqueza: Moderna

Evan Spiegel
Valor líquido: US$ 6,5 bilhões, redução de US$ 970 milhões
País: Estados Unidos
Fonte de riqueza: Snapchat

Bobby Murphy
Valor líquido: US$ 6,8 bilhões, redução de US$ 1,1 bilhão
País: Estados Unidos
Fonte de riqueza: Snapchat

Reed Hastings
Valor líquido: US$ 4,1 bilhões, redução de US$ 1 bilhão
País: Estados Unidos
Fonte de riqueza: Netflix

John Foley
Valor líquido: US$ 479 milhões, redução de US$ 65 milhões
País: Estados Unidos
Fonte de riqueza: Peloton

Carl Daikeler
Valor líquido: US$ 237 milhões, redução de US$ 41 milhões
País: Estados Unidos
Fonte de riqueza: Beachbody

Compartilhe esta publicação: