Wall Street abre em alta com impulso dos setores de finanças e energia após Fomc

O Fed afirmou ontem (26) que provavelmente aumentará as taxas de juros do país em março.

Isabella Velleda
Compartilhe esta publicação:

Matteo Colombo/Reuters

Acessibilidade


As bolsas de Nova York abriram hoje (27) em alta, diante dos ganhos em ações financeiras e de energia, sensíveis à economia. Os setores foram impulsionados pelos comentários mais duros do Federal Reserve, banco central norte-americano, sobre a política monetária dos Estados Unidos.

O Fed afirmou ontem (26) que provavelmente aumentará as taxas de juros do país em março, e reafirmou planos de encerrar suas compras de títulos naquele mês.

Acompanhe em primeira mão o conteúdo do Forbes Money no Telegram

Às 12h04, o Dow Jones subia 1,50%, a 34.680 pontos. O S&P 500 avançava 1,54%, a 4.417 pontos, com os setores de finanças e energia crescendo 1,63% e 2,77%, respectivamente. O Nasdaq ganhava 1,42%, a 13.734 pontos.

Subsequentes aumentos nas taxas de juros e uma eventual redução nas participações de ativos ocorrerão conforme necessário, disse Jerome Powell, chair da instituição, enquanto as autoridades monitoram a rapidez com que a inflação se afasta das máximas.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

Desde a última reunião da autoridade monetária, em dezembro, Powell afirmou que a inflação “não melhorou, e provavelmente piorou um pouco.” “À medida que a situação se deteriorar ainda mais, nossa política terá que refletir isso”, disse ele.

O dólar opera em queda de 1,33%, negociado a R$ 5,3701, com o real contrariando tendência internacional de aversão a risco, desencadeada ontem após sinalização do Fed, em meio a expectativas de juros mais altos no Brasil. (Com Reuters)

Compartilhe esta publicação: