Produção e venda de veículos despencam em janeiro no Brasil

O setor tem sido atingido por falta de componentes, como chips para sistemas eletrônicos e pneus.

Reuters
Compartilhe esta publicação:
Paulo Whitaker/Reuters
Paulo Whitaker/Reuters

Brasil registrou queda de 31% na produção e 39% nas vendas de veículos

Acessibilidade


As montadoras de veículos do Brasil tiveram fortes quedas de produção e licenciamento em janeiro em relação a dezembro, informou a associação que representa o setor, Anfavea, hoje (7).

A produção desabou 31,1%, para 145,4 mil carros, comerciais leves, caminhões e ônibus em janeiro e as vendas de veículos novos tombaram 38,9%, para 126,5 mil unidades.

VEJA TAMBÉM: Montadoras vão além da fábrica e apostam na oferta de serviços para ampliar receitas

O setor tem sido atingido nos últimos meses por falta de componentes, incluindo chips para os sistemas eletrônicos e mesmo pneus, quadro que ainda deve persistir no decorrer deste ano em meio aos impactos das medidas globais de isolamento social que desestruturaram as cadeias de fornecimento. Além disso, várias montadoras concederam férias coletivas em dezembro.

Frente a janeiro de 2021, a produção teve queda de 27,4% e os emplacamentos recuaram 26,1%, segundo os dados da Anfavea.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

As exportações de veículos montados, porém, cresceram 6,6% no comparativo anual em janeiro, para 27.638 unidades.

Acompanhe em primeira mão o conteúdo do Forbes Money no Telegram

O segmento de caminhões seguiu sendo menos atingido pelos problemas na oferta de componentes, com a produção recuando 23,7% em janeiro sobre dezembro, mas crescendo 7,5% na comparação anual, para 9.463 unidades.

Já a produção da categoria de veículos leves, formada por carros, picapes, utilitários esportivos e vans, teve quedas de 31,7% e 29,2% nas comparações mensal e anual, respectivamente, em janeiro.

Compartilhe esta publicação: