Tailândia vai proibir uso de ativos digitais como meio de pagamento a partir de abril

A decisão, justificada por temores de criptomoedas afetarem a estabilidade financeira e a economia do país, passa a valer em 1º de abril.

Reuters
Compartilhe esta publicação:
Getty Images
Getty Images

Os operadores que fornecem esses serviços devem cumprir as novas regras dentro de 30 dias a partir da data de vigência

Acessibilidade


A Tailândia anunciou hoje (23) que vai proibir que ativos digitais sejam usados ​​em pagamentos por bens e serviços a partir de 1º de abril.

A decisão vai de acordo com as discussões anteriores entre o órgão regulador dos mercados no país (SEC) e o banco central da Tailândia, sobre a necessidade de regulação da atividade por operadores de negócios de ativos digitais.

A avaliação é que o uso de criptomoedas como meio de pagamento poderia afetar a estabilidade financeira e a economia geral do país, comunicou a SEC.

Leia mais: Qual é o futuro da mineração de bitcoin?

Os operadores que fornecem esses serviços devem cumprir as novas regras dentro de 30 dias a partir da data de vigência.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

Em diversas ocasiões, o banco central tailandês disse que não apoia o uso de criptomoedas como forma de pagamento.

Em janeiro, o regulador dos mercados na Indonésia também alertou as empresas financeiras para não oferecerem e facilitarem vendas por meio de criptomoedas, em meio à explosão de seu uso.

Leia mais: Criptomoedas: como a invasão russa mudou drasticamente a estratégia blockchain da Ucrânia

Compartilhe esta publicação: