Ações da Netflix caem 35% após perda de assinantes

Gigante do streaming perdeu 200 mil assinantes no primeiro trimestre de 2022 e preocupou investidores.

Sergei Klebnikov
Compartilhe esta publicação:
Getty Images
Getty Images

Ações da Netflix caíram depois que a empresa divulgou resultados trimestrais sem brilho

Acessibilidade


As ações da Netflix caíram mais de 35% hoje, depois que a gigante do streaming divulgou resultados trimestrais que mostraram sua primeira perda de assinantes em mais de uma década. A empresa ainda alertou que espera perder ainda mais nos próximos meses.

Principais fatos

  • As ações da Netflix caíram mais de 35% após o relatório de lucros do primeiro trimestre da empresa, divulgado ontem (19), apontar receita e crescimento de assinantes abaixo das expectativas.
  • A gigante do streaming registrou receita trimestral de US$ 7,78 bilhões (R$ 35,9 bilhões, na cotação atual), um aumento de 10% em relação ao ano passado (em comparação com os US$ 7,93 bilhões [R$ 36,6 bilhões] esperados). Mas o que realmente assustou os investidores foi que a Netflix perdeu 200 mil assinantes globalmente no período – muito abaixo dos 2,7 milhões de novos usuários esperados.
  • Pior ainda, a empresa espera perder outros 2 milhões de assinantes neste trimestre, pois culpou o compartilhamento de senhas e o aumento da concorrência de serviços de streaming rivais pela desaceleração do crescimento da receita.
  • A Netflix também disse que a suspensão de seu serviço na Rússia, devido à guerra na Ucrânia, resultou em uma perda de 700 mil assinantes. Mas, mesmo sem isso, a empresa ainda teria conquistado apenas 500 mil novas assinaturas no último trimestre.
  • Após a recente perda de assinantes, a Netflix agora tem cerca de 221,6 milhões de clientes pagantes em todo o mundo, abaixo dos 221,8 milhões que tinha no quarto trimestre de 2021.
  • Enquanto isso, o co-CEO da Netflix, Reed Hastings, disse que a empresa pode explorar a oferta de níveis de assinatura com preços mais baixos e apoiados por anúncios patrocinados, em uma tentativa de atrair novos clientes.

Acompanhe em primeira mão o conteúdo do Forbes Money no Telegram

Surpreendente

Com uma queda de mais de 30% hoje, as ações da Netflix estão em seu pior desempenho em um único dia em quase uma década.

Fala crucial

“O crescimento da nossa receita desacelerou consideravelmente”, escreveu a empresa em carta aos acionistas na terça-feira. “Famílias compartilhando contas – combinadas com a concorrência — estão criando ventos contrários ao crescimento da receita.”

Contexto

As ações da Netflix sofreram este ano, caindo mais de 40% em meio à venda mais ampla do mercado até agora este ano. Como outras ações em crescimento, as ações da Netflix foram especialmente atingidas pelo aumento da inflação e aumento das taxas, mas uma parte significativa das lutas recentes da empresa gira em torno da desaceleração do crescimento de assinantes em meio ao aumento da concorrência. Plataformas rivais estão gastando mais dinheiro na tentativa de ganhar participação de mercado à medida em que as ‘guerras de streaming’ esquentam. Enfrentando ameaças como Disney+ e HBO Max, a Netflix já gasta mais em conteúdo, com um orçamento que deve chegar a mais de US$ 20 bilhões (R$ 92,5 bilhões) em 2022.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

>> Inscreva-se ou indique alguém para a lista Forbes Under 30 2022

Compartilhe esta publicação: