Entenda por que a Apple vai negar conserto de iPhones fruto de roubos

Empresa orientou seus técnicos a checarem o IMEI de aparelhos como uma forma de inibir a ação de criminosos.

Luiz Gustavo Pacete
Compartilhe esta publicação:
Mike Segar/Reuters
Mike Segar/Reuters

Dificultar a vida dos criminosos é uma das intenções da Apple com as novas regras

Acessibilidade


A Apple determinou uma nova regra para seus técnicos e lojas que afeta também o Brasil. Como forma de tentar conter os roubos de iPhone, a empresa orientou seus profissionais que confiram o IMEI, código de identificação do aparelho e, em caso de celulares perdidos, a recusa do conserto pode ser efetuada.

LEIA TAMBÉM: Novas informações do iPhone 14 são reveladas em vazamento

Um documento enviado pela empresa para a rede destacou que essa regra reforça uma outra existente nas Apple Stores que é a negação de conserto caso o usuário não consiga desativar o status de perdido no serviço de rastreamento do iPhone. Essa medida também valerá para o Brasil, já que a base da GSMA, entidade do setor de telecomunicações, tem dados fornecidos pela Anatel, como noticiou o TechTudo. Por trás da decisão está a intenção da Apple de inibir o roubo de iPhones e dificultar as ações de criminosos que atuam no repasse de aparelhos.

Compartilhe esta publicação: