O que é MVP e qual o papel da prototipagem para as startups?

Com a necessidade de testar e corrigir rotas de forma rápida, o conceito de produto mínimo viável tornou-se fundamental .

Luiz Gustavo Pacete
Compartilhe esta publicação:
Getty Images

“O MVP é exatamente a ferramenta que permite testar e validar as hipóteses de solução de forma extremamente rápida”

Acessibilidade


MVP, esse é um termo que aparece de forma muito natural no mundo das startups. De acordo com a Endeavor, “o conceito prova a visão inicial da startup, revelando se aquela boa ideia corresponde mesmo um produto interessante (na vida real) ou se era apenas uma expectativa utópica, sem lastro com as demandas práticas do mercado”. Fabiano Dell Agnolo, diretor-executivo do Join Valle, explica o que é MVP e o papel que ele desempenha no contexto das startups.

O que é MVP?

“A sigla, que vem do inglês ‘minimum viable product’, significa uma solução, seja produto ou serviço, na versão mais simplificada possível, mas que atenda minimamente às necessidades do mercado. É uma espécie de protótipo, feito com a maior rapidez e menor custo possíveis com o objetivo específico de validação.”

LEIA TAMBÉM: O que é um pitch e como atrair a atenção do investidor?

Qual a importância do MVP para uma startup?

“Uma das principais características das startups é a agilidade na mudança de curso do projeto e flexibilidade nas soluções e modelos de negócios. O MVP é exatamente a ferramenta que permite testar e validar as hipóteses de solução de forma extremamente rápida. O grande diferencial do uso do MVP é a possibilidade de validação”

Como fazer um MVP de forma eficiente?

“Para desenvolver um MVP de forma eficiente, o foco principal deverá ser em como resolver a “dor” da maneira mais simples, rápida e com o menor custo possível. A eficiência está principalmente na agilidade em testar a solução.”

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.
Compartilhe esta publicação: