Exportação de farelo de soja à China traz perspectiva positiva para indústria

Segundo a Abiove, momento é de "entender os procedimentos" para a habilitação de plantas produtivas

Reuters
Compartilhe esta publicação:
Roberto Samora/File Photo/File Photo/Reuters
Roberto Samora/File Photo/File Photo/Reuters

Abertura da China para farelo de soja brasileiro é “grande conquista”

Acessibilidade


A abertura do mercado chinês para compra de farelo de soja do Brasil, ainda que os embarques não estejam ocorrendo, traz perspectiva positiva para a indústria brasileira de esmagamento e representa diversificação no comércio internacional, disse hoje (29) a associação do setor, Abiove (Associação Brasileira das Indústrias de Óleos Vegetais).

A entidade avaliou a abertura, confirmada pelo governo federal na véspera, como uma “grande conquista”, fruto de um trabalho conjunto com o Ministério da Agricultura que já vem sendo realizado há pelo menos quatro anos.

Leia mais: AgroRound: Coopercitrus, Raízen, Klabin e outras notícias do campo

“A entidade pondera que, a partir de agora, será necessário entender os procedimentos para que (se) faça a habilitação de suas plantas produtivas para atendimento das possíveis demandas futuras por farelo”, afirmou em nota a Abiove.

Do ponto de vista da diversificação, a entidade lembrou que o Brasil já exporta a soja em grão e óleo, e agora tem a perspectiva de comercializar também farelo e proteína concentrada de soja, tendo a China como principal cliente do complexo.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

“Vale destacar que esta abertura de mercado traz uma expectativa positiva para a indústria brasileira esmagar mais soja com ampliação da oferta de óleo vegetal para a produção de biodiesel”, disse.

Neste sentido, a entidade considera que as condições para a implementação do B15 em março de 2023 foram fortalecidas e o país poderá retomar o cronograma estabelecido pela Resolução CNPE nº 16/2018.

Compartilhe esta publicação: