Com mesas mais espalhadas pelas calçadas, cafés e restaurantes de Paris reabrem

ReproduçãoForbes
A prefeita de Paris incentivou os proprietários de cafés a reivindicar espaço público adicional para acomodar mais clientes

Apaixonado pelos cafés de Paris? De repente, há muito mais para amar.

Restaurantes, bares e cafés parisienses comemoraram a reabertura na terça-feira (2), literalmente se espalhando pelas calçadas da cidade. A prefeita de Paris, Anne Hildago, permitiu aos proprietários de estabelecimentos que estendessem temporariamente seus assentos para a calçada e até ocupassem vagas de estacionamento para acomodar mais clientes.

LEIA MAIS: Leading Hotels anuncia compromisso “Healthy Stays”, com medidas de limpeza aprimoradas em seus hotéis

A França acaba de entrar na fase 2 da reabertura. Pela primeira vez em dois meses de restrições em todo o país, bares e restaurantes puderam reabrir nas chamadas zonas verdes do país, onde o novo coronavírus é considerado sob controle.

Em Paris –que fica em uma zona laranja– apenas restaurantes com terraços ao ar livre foram abertos. A fase 2 durará pelo menos três semanas.

A prefeita incentivou os proprietários de cafés a reivindicar espaço público adicional para acomodar mais clientes e atender às diretrizes de distância social. “Existem centenas de empregos em jogo”, disse Hildago.

Veja abaixo alguns exemplos de cafés que voltaram à ativa e como eles se organizaram para manter a segurança de todos:

  • Acima, os cones de construção marcam os assentos adicionais da rua no Cafe Cassette, uma brasserie do Left Bank na rue de Rennes.

  • Pegue uma mesa neste café do Latin Quarter para uma vista invejável do Panthéon neoclássico, o local de descanso final de luminares franceses como Victor Hugo, Marie Curie e Voltaire.

  • O serviço ao ar livre é movimentado no Le Compas, na rue Montorgueil, a histórica rua do mercado na margem direita. No Le Ventre de Paris, em 1873, Émile Zola escreveu sobre esse local do século XVII: “Era como um gosto do campo em Paris”. A decoração do Le Compas agora é chique industrial e não rústico, mas os fãs do bistrô estão entusiasmados.

  • A calçada da avenida Raspail, na margem esquerda, é agora o terraço do Le Charivari, um restaurante com o nome de uma revista de humor político do século 19.

Acima, os cones de construção marcam os assentos adicionais da rua no Cafe Cassette, uma brasserie do Left Bank na rue de Rennes.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Inscreva-se no Canal Forbes Pitch, no Telegram, para saber tudo sobre empreendedorismo: .

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).