Quais os destinos de viagem mais subestimados da Europa?

Veja os países, cidades e ilhas que têm ótimos atrativos no Velho Continente, mas nem sempre são lembrados pelos turistas

Christopher Elliott
Compartilhe esta publicação:
Getty Images
Getty Images

Atenas, na Grécia, parece um dos destinos mais subestimados da Europa

Acessibilidade


Quando você pensa em destinos de viagem subestimados, Atenas provavelmente não é o primeiro lugar que vem à mente. Com suas atrações icônicas como a Acrópole, a antiga Ágora e o Estádio Panatenaico, a capital grega sempre foi um passeio obrigatório para quem visita o país. Cerca de 3 milhões de turistas visitaram Atenas no ano passado – no entanto, ainda parece um dos destinos de viagem mais subestimados do mundo.

Durante toda uma geração, as autoridades do turismo promoveram as ilhas gregas em detrimento de Atenas. Mas durante o renascimento do turismo neste verão do hemisfério norte, existe um trabalho para mudar isso – e você pode ser o beneficiado. Os órgãos oficiais destacam uma lista de outros destinos subestimados da Europa que podem valer a pena visitar à medida que a pandemia começa a desaparecer.

Leia mais: 12 destinos que são verdadeiras joias escondidas na Europa

Por que Atenas é um destino subestimado?

As autoridades de turismo não admitirão prontamente o status subestimado de Atenas. Mas uma revisão das estatísticas sugere que é negligenciado, no mínimo, pelos padrões de uma capital europeia. Os turistas costumam desembarcar em Atenas e, se ficarem, fazem uma excursão de um dia para conhecer os destaques.

George Kiayas, diretor-gerente da empresa de gerenciamento de eventos Optimum Greece, diz que os esforços promocionais enviam os mesmos visitantes aos mesmos lugares há anos. “Há muito mais para descobrir.”

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

Especialistas em turismo dizem que há uma razão específica pela qual Atenas não recebeu tanto amor promocional. A cidade não poderia oferecer uma experiência de turismo tradicional com praias e resorts cinco estrelas.

Mas então os viajantes começaram a mudar de ideia. Muitos ansiavam por uma experiência mais cultural e imersiva. Em vez de ficar na praia o dia todo, eles queriam uma aventura urbana com restaurantes emocionantes e experiências culturais. E isso Atenas poderia oferecer. Então, hoje, as autoridades de turismo em Atenas estão tentando reverter 40 anos de mensagens que diziam: “Vá para as ilhas”.

Como fazer isso? Uma maneira é através de promoções tradicionais. Mas Atenas acabou de reiniciar um programa chamado “Atenas com um local”, que une o visitante a um guia voluntário. Conheci meu guia, Spyridon Kagkas, e visitei o bairro de Pangrati, a leste do centro da cidade, recentemente.

Leia mais: As 22 praias mais bonitas da Europa para aproveitar neste verão

“Atenas com um local” está tentando mudar a percepção da capital como uma parada rápida no caminho para as ilhas, diz ele. Como muitas cidades turísticas, Atenas é na verdade duas: a cidade velha, onde você encontrará todas as atrações antigas; e uma série de bairros residenciais animados com cafés, restaurantes e teatros.

Os voluntários conhecem todos os segredos da cidade, alguns dos quais você não encontrará em nenhum guia impresso. Por exemplo, Kagkas me mostrou a entrada menos conhecida do histórico Estádio Panatenaico, o único estádio construído inteiramente de mármore. Acontece que você pode acessar o nível superior do estádio – usado principalmente por corredores – e evitar a taxa de entrada de US$ 11. “Se você é local, conhece este lugar”, diz ele, gerente digital e de comunidade da This Is Athens, uma agência que promove o turismo em Atenas.

Como os destinos se tornam subestimados?

Atenas é apenas um dos vários destinos que lutaram para atrair turistas. Madri também pressionou por mais atenção dos turistas, que preferem destinos espanhóis como Barcelona. Portugal tenta há muitos anos atrair mais turistas para Lisboa, outra capital que muitas vezes ficou fora do radar turístico.

Os Estados Unidos não têm escassez de lugares que recebem pouco amor dos turistas, apesar de sua rica herança cultural, atrações próximas e infraestrutura turística confiável. Somente na Costa Oeste, cidades como Sacramento, na Califórnia, Salem, em Oregon, e Olympia, em Washington, são negligenciadas em favor de lugares como São Francisco, Portland e Seattle.

Especialistas dizem que um destino pode ser negligenciado devido a uma combinação de localização, falta de oportunidades promocionais e percepção do público. Mas há maneiras de mudar isso. Os esforços de Madri para se promover como um destino de classe mundial valeram a pena recentemente. Assim como Lisboa, que agora está fervilhando de turistas. Outras tentativas de destinos esquecidos para serem notados estão em andamento.

Leia mais: Bilionário Richard Branson prepara novo hotel de luxo na Espanha

Os destinos mais subestimados da Europa

Não há uma lista oficial dos lugares mais subestimados do mundo. Mas isso não impediu ninguém de tentar criar um. Talvez o esforço mais importante até hoje tenha acontecido no Reddit, onde os usuários responderam à pergunta: “Qual é um destino de viagem subestimado que você recomendaria?”

Aqui estão os dez destinos mais esquecidos da Europa:

  • Açores — Esta cadeia de ilhas é remota, mas amigável para os visitantes. Se gosta de natureza e de invernos amenos, os Açores merecem uma visita.
  • Bratislava — A capital eslovaca oferece acesso central a outros destinos europeus como Viena e Budapeste.
  • Bulgária — Este país balcânico, entre a Turquia e a Romênia, está em muitas listas de destinos promissores.
  • Norte da Grécia — Atenas não é o único destino grego que passou despercebido. Thessaloniki também está na lista de lugares menos conhecidos e vale a pena ser visitado.
  • Maastricht — Se você gosta de arquitetura medieval, vai querer conhecer esta cidade universitária no norte da Holanda.
  • As Terras Altas da Escócia – A área menos povoada das terras altas é também uma das mais belas, com colinas ondulantes e uma rica herança cultural.
  • Sicília — Tal como os Açores e as Terras Altas, não é fácil chegar, mas a viagem tem as suas recompensas. Comida, cultura e clima quente esperam por você na Sicília.
  • Eslovênia – Muitas vezes esquecida em favor da Itália ou da Áustria, a Eslovênia oferece um gostinho de ambos. Tem resorts de montanha, arquitetura e boa comida e vinho.
  • Tallinn — A capital da Estônia é incrivelmente charmosa, com suas ruas de paralelepípedos e construções medievais. Também é fresco durante os meses de verão, graças à sua localização ao longo do Báltico.
  • Norte do País de Gales — Se você gosta de caminhar ao longo de costas escarpadas e mergulhar na cultura celta, vale a pena conferir o norte do País de Gales.
Getty Images
Getty Images

Lagoa do Fogo, em Açores, um dos destinos mais subestimados

Como planejar sua viagem a um destino subestimado

De um modo geral, destinos subestimados fazem um esforço extra para atrair visitantes. Isso significa que você pode encontrar incentivos especiais, como ofertas e pacotes de hotéis, que economizarão seu dinheiro.

Mas essa não é a única razão para visitar um destino esquecido. Você quer ir precisamente porque é esquecido. Você sabe onde todo mundo vai de férias. Seja diferente.

Aqui estão algumas estratégias para planejar uma viagem a um destino subestimado:

  • Encontre um especialista. Como você visitará um lugar que poucos visitam, precisará conversar com um profissional. Encontre um consultor de viagens que conheça a parte do mundo que você deseja visitar. Um bônus é se eles já estiveram no destino que você está indo ou se tiverem uma certificação especial para aquela área.
  • Entre em contato com a agência de turismo. Muitas vezes, destinos esquecidos publicam material extenso para ajudá-lo a planejar férias bem-sucedidas. E procure ofertas de desconto, que você encontrará frequentemente online em sites de turismo. Por exemplo, “This is Athens” tem um site extenso com informações sobre acomodações, transporte e atividades.
  • Tenha cuidado. Se você estiver indo para longe, certifique-se de ter o seguro de viagem certo e assistência médica – apenas por precaução. Enquanto muitos destinos europeus nesta lista estão perto de hospitais e aeroportos, alguns são bastante remotos. Se você está planejando férias para um destino esquecido, não negligencie o seguro.

>> Inscreva-se ou indique alguém para a seleção Under 30 de 2022

Compartilhe esta publicação: