São Paulo libera uso de máscaras em locais abertos

Uso ainda será obrigatório em locais fechados e no transporte público.

Reuters
Compartilhe esta publicação:
Amanda Perobelli/Reuters
Amanda Perobelli/Reuters

Uso de máscaras ainda será obrigatório em locais fechados e no transporte público

Acessibilidade


O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), assinou decreto que desobriga o uso de máscara em locais abertos em todo o Estado já a partir de hoje (9) e, ao anunciar a medida, retirou a máscara que usava durante entrevista coletiva na área externa do Palácio dos Bandeirantes, sede do governo paulista.

Doria esclareceu, ao mesmo tempo, que o uso da proteção facial permanecerá obrigatório em locais fechados e no transporte público em todo o Estado.

LEIA TAMBÉM: Rio acaba com exigência de máscara em local fechado e deve abolir passaporte vacinal

“O uso de máscara ainda será obrigatório apenas em locais fechados, como salas de aula, transporte público, escritórios de trabalho, cinemas, teatros e correlatos”, disse Doria, que disse que a decisão pôde ser tomada graças ao avanço da vacinação contra Covid-19 no Estado.

“Todos os índices de contaminação, de internação e felizmente de óbitos em queda, e todos os índices de vacinação em alta”, afirmou.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

Doria disse ainda que dentro de duas semanas o comitê científico que assessora o governo paulista avaliará se desobriga completamente o uso de máscara no Estado, incluindo em locais fechados, a depender dos indicadores da pandemia.

O Estado de São Paulo adotou a obrigatoriedade do uso de máscara em maio de 2020 diante do avanço da pandemia de Covid-19, que já matou mais de 650 mil pessoas no Brasil, sendo mais de 165 mil no Estado de São Paulo.

“Evidentemente, pessoas que desejarem fazê-lo (continuar a usar a máscara) poderão fazê-lo como uma medida protetiva e uma decisão individual, mas não mais como obrigatoriedade, não mais uma determinação legal do governo do Estado de São Paulo”, disse Doria.

Também presente na coletiva, o secretário de Saúde do Estado, Jean Gorinchteyn, disse que o número de casos de Covid em São Paulo caiu 54% nos últimos 30 dias, ao passo que no mesmo período as internações causadas pela doença tiveram queda de 76,6% e as mortes por Covid foram reduzidas em 56%.

“É desta forma, com segurança, que vamos continuar protegendo a vida, mas nós precisamos que as pessoas continuem se vacinando”, disse.

Nesta semana, a prefeitura do Rio de Janeiro anunciou o fim da obrigatoriedade do uso de máscaras em todos os ambientes, inclusive em locais fechados, e disse que deve acabar até o fim do mês com a exigência do passaporte de vacinação da Covid-19.

Compartilhe esta publicação: