Burger King fechará lojas no Brasil para atendimento presencial

ReutersConnect/Paulo Whitaker
A decisão da rede de fast food vem para aumentar a segurança de clientes e funcionários do Burger King, segundo Iuri Miranda, presidente da BK Brasil

O Burger King do Brasil informou hoje (20) que fechará os salões de todas as suas lojas do país a partir do dia 23 de março em meio à pandemia de Covid-19.

A empresa, que opera mais de 900 lojas do Burger King e da rede de fast-food Popeyes no Brasil, manterá as lojas abertas para delivery, drive-thru e pedidos para viagem, por meio dos aplicativos Uber Eats, Rappi e iFood, segundo comunicado.

LEIA MAIS: 6 dicas para otimizar reuniões remotas ou presenciais durante a pandemia

“Serviços essenciais como hospitais, farmácias e o setor de alimentação não podem parar nesse momento, pois são chave para ajudar a população nessa etapa difícil”, disse Iuri Miranda, presidente da BK Brasil, na mensagem.

Ontem (19), a Arcos Dorados, maior franqueadora independente do McDonald’s do mundo, anunciou a mesma decisão.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).