Facebook chega a acordo de US$ 550 mi em processo

Processo começou em 2015, quando usuários acusaram a rede social de violar a Lei de Privacidade.

Redação, com Reuters
Compartilhe esta publicação:
Dado Ruvic
Dado Ruvic

Ação judicial que alegava que o Facebook coletou e armazenou ilegalmente dados biométricos de milhões de usuários

Acessibilidade


O Facebook anunciou ontem (29) que chegou a um acordo de 550 milhões de dólares relacionado a uma ação judicial que alegava que a empresa coletou e armazenou ilegalmente dados biométricos de milhões de usuários sem o consentimento deles.

O processo começou em 2015, quando usuários de Illinois acusaram o Facebook de violar a Lei de Privacidade de Informações Biométricas estadual.

VEJA TAMBÉM: Mark Zuckerberg perde US$ 5 bi depois de resultado do Facebook

O Facebook alegadamente conseguiu isso por meio do recurso “Sugestões de tags”, que utilizava reconhecimento facial para permitir aos usuários reconhecer seus amigos do Facebook a partir de fotos postadas.

Em comunicado, os escritórios de advocacia Edelson, Robbins Geller e Labaton Sucharow disseram que os requerentes solicitarão ao tribunal distrital a aprovação prévia ao acordo.

Inscreva-se para receber a nossa newsletter
Ao fornecer seu e-mail, você concorda com a Política de Privacidade da Forbes Brasil.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Compartilhe esta publicação: