Elon Musk ultrapassa Warren Buffett e assume a quinta posição entre os mais ricos do mundo

picture alliance/GettyImages
picture alliance/GettyImages

Fortuna de Elon Musk registra a maior valorização diária do mês de agosto entre os bilionários do mundo

Na última terça-feira (11), a companhia norte-americana de veículos elétricos Tesla anunciou o desdobramento de suas ações. Os papéis da empresa serão negociados no sistema cinco por um, de maneira a torná-los mais acessíveis ao público. Em comunicado, a companhia esclareceu que os acionistas registrados até 21 de agosto receberão quatro ações extras para cada uma que possuírem. O anúncio foi suficiente para que a cotação da companhia disparasse na Nasdaq – junto com a fortuna do CEO Elon Musk.

Outro fator decisivo para o salto da fortuna do bilionário e dos papéis da companhia foi a elevação da meta de preço das ações para US$ 1.900,00, no período de 12 meses. O analista Dan Ivesda, da Wedbush, acredita que a Tesla esteja bem posicionada para aproveitar a demanda por carros elétricos do mercado chinês — a marca abriu uma fábrica em Xangai no final de 2019.

VEJA TAMBÉM: Corrida espacial bilionária: Elon Musk supera Jeff Bezos em batalha por contrato com governo dos EUA

No comando da SpaceX, empresa de sistemas e serviços aeroespaciais, e da Tesla, Musk, aos 49 anos, atingiu hoje (17) um patrimônio de US$ 83,6 bilhões, o que faz dele a quinta pessoa mais rica do mundo segundo o ranking em tempo real da Forbes, deixando para trás o oráculo de Omaha, Warren Buffett, cuja fortuna atual é de US$ 78,5 bilhões.

Do início das operações da Nasdaq nesta segunda-feira até o momento, as ações da Tesla somaram valorização de 9,38%. A alta rende ao patrimônio pessoal de Musk US$ 7 bilhões (R$ 38,5 bilhões) a mais – os ganhos de hoje são superiores à fortuna de 1.955 dos 2.252 bilionários do mundo da lista da Forbes. O bilionário é o maior ganhador do mês de agosto.

As ações da Tesla estavam em queda entre fevereiro e março como consequência da pandemia de Covid-19 – em 18 de fevereiro, os papéis da empresa estavam avaliados em US$ 858,40 contra US$ 361,22 de 18 de março, uma baixa de 57,9% no período.

Após um mês em queda, as ações se recuperaram e seguem em alta. Em 19 de março, no início da valorização, os papéis da empresa passaram à cotação de US$ 427,64 18,3% acima do fechamento do dia anterior.

Em comparação ao período inicial da retomada até a data de hoje, as ações da Tesla registraram aumento de 329%, a US$ 1.835,64 cada. Isoladamente, o desempenho do dia é positivo em 11,2%.

Em julho, a companhia deixou a Toyota para trás e foi considerada a empresa mais valiosa do mundo no setor automotivo: US$ 208 bilhões. O avaliação era superior à soma dos valores da BMW (US$ 41 bilhões), Honda (US$ 46 bilhões), Volkswagen (US$ 74 bilhões) e Ferrari (US$ 32 bilhões). No primeiro trimestre, a Tesla produziu 103 mil veículos, enquanto a Toyota registro a produção de 2,4 milhões. Hoje, a empresa está avaliada em US$ 342 bilhões.

E AINDA: Elon Musk se aproxima de bônus de US$ 1,8 bilhão com rali de ações da Tesla

Elon Musk, que chegou a endossar a então candidatura do também bilionário Kanye West a presidente dos Estados Unidos, estreou pela primeira vez na lista dos mais ricos do país em 2012, na 180ª posição, com patrimônio de US$ 2,4 bilhões.

Nascido em Pretória, na África do Sul, o bilionário reside nos Estados Unidos desde os 17 anos. Na lista dos bilionários do mundo de 2020 da Forbes, fechada em abril, Musk ficou na 31ª posição, com US$ 24,6 bilhões. Até o dia de hoje, a fortuna do bilionário mais do que triplicou. O CEO da Tesla agora faz parte do seleto clube dos cinco mais ricos do mundo que conta com Jeff Bezos na primeira posição (US$ 189,6 bilhões), seguido por Bill Gates (US$ 114 bilhões), Bernard Arnault (US$ 110,8 bilhões) e Mark Zuckerberg (US$ 95,6 bilhões).

Musk detém 21% da Tesla, mas mais da metade de sua participação está como garantia para empréstimos. A Forbes leva em conta esta informação no cálculo da fortuna do bilionário.

*Os valores são registrados em tempo real e podem sofrer alterações.

Siga FORBES Brasil nas redes sociais:

Facebook
Twitter
Instagram
YouTube
LinkedIn

Participe do canal Forbes Saúde Mental, no Telegram, e tire suas dúvidas.

Baixe o app da Forbes Brasil na Play Store e na App Store.

Tenha também a Forbes no Google Notícias.

Copyright Forbes Brasil. Todos os direitos reservados. É proibida a reprodução, total ou parcial, do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, impresso ou digital, sem prévia autorização, por escrito, da Forbes Brasil ([email protected]).